Cafeicultura eleva Patrocínio ao topo do ranking do Caged em MG em maio

Imprimir
G1 Triângulo Mineiro
18/07/2016

Bárbara Almeida

Patrocínio é a cidade de Minas Gerais que apresentou melhor saldo positivo em relação a geração de empregos em maio deste ano. Os números são balanço da quantidade de admissão menos o número de demitidos. O município do Alto Paranaíba, conhecido pela cafeicultura, teve saldo de 1.263 novas vagas.

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência Social, apontam que o setor que criou maior oportunidade na cidade foi o de agropecuária (prática da agricultura e da pecuária), ofertando 1.618 novas vagas em apenas um mês.

A produção de café é a base da economia que movimenta o comércio e a prestação de serviços na cidade (foto: Éder Ribeiro/EPTV). De acordo com senso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Patrocínio tem mais de 80 mil habitantes, 85 bairros, além de ruas e avenidas largas.

O presidente do Sindicato Rural de Patrocínio, Osmar Pereira Nunes Junior, afirma que a cidade está entre as maiores produtoras de café do mundo. Atualmente são mais de 200 milhões de pés espalhados em 45 mil hectares de lavouras.

“Na época da colheita do café as pessoas que estão desempregadas vêm para Patrocínio. É um crescimento ocasional que ocorre de maio a setembro, mas que movimenta a economia do município por todo o ano. Após terminar o período de colheita observamos que os homens migram para a construção civil e mulheres muitas vezes para trabalhos domésticos”, explicou.

De acordo com o Sindicato Rural, a remuneração diária dos trabalhadores que prestam serviços na colheita de café varia de R$ 80 a R$ 100. O presidente da entidade conta que os empregados trabalham cinco vezes por semana e muitas vezes de hospedam em alojamentos nas fazendas.

“O café novinho tem que ser colhido manualmente. Observamos que na época da colheita o movimento da cidade aumenta demais. Pensando nisso o Sindicato mudou a data da Expo Patrocínio de abril para julho. De maio a setembro é difícil ver gente desempregada aqui”, afirmou o presidente do Sindicato Rural.

Oportunidades
Os interessados em buscar empregos em Patrocínio devem procurar a unidade do Sistema Nacional de Emprego (Sine), que fica localizada na Rua Governador Valadares, nº 957, no Centro da cidade. É necessário levar documentos pessoais, carteira de trabalho e um currículo.

Dados Estaduais
Em Minas Gerais, o Caged demonstrou saldo na criação de vagas em todas as faixas etárias até 65 anos. A faixa para a qual foram disponibilizadas mais vagas é a de 18 a 24 anos (4.790), que teve média salarial de admissão de R$ 956,48.

A segunda posição ficou com trabalhadores que têm idades entre 40 e 49 anos (1.871 vagas), com média salarial de R$ 1.098,76; seguidos por aqueles de até 17 anos (1.462), pagos pela média de R$ 641,71. A maior média salarial foi oferecida a trabalhadores de 20 a 24 anos (R$ 1.105,34), para os quais foram oferecidos 234 postos de trabalho em maio no.

As contratações no Estado foram impulsionadas, especialmente, pela agricultura, que havia oferecido 5.694 vagas em abril deste ano, pulando para 21.350 postos ofertados em maio. Em abril, ainda de acordo com o Caged, Minas Gerais havia ocupado o segundo lugar nesse ranking, atrás de Goiás.

Fonte: CNC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *