Cafeicultores do Cerrado constroem imensos reservatórios de água para garantir irrigação

Imprimir

Com o impedimento de criar barragens nas Áreas de Preservação Permanente (APP), os produtores de café do Cerrado Mineiro encontraram uma solução para manter os reservatórios de água necessários para realizar a irrigação no período de seca: estão sendo abertos reservatórios dentro das próprias propriedades – grandes tanques maiores que 3 hectares.

De acordo com o produtor Leocarlos Mundim, de Monte Carmelo (MG), essa iniciativa começou há dois anos e a resistência dos produtores a ela foi sendo quebrada neste período. Na propriedade de Mundim, o reservatório, que deve ser impermeabilizado, chega a 4,2 hectares, o equivalente a 16 mil pés de café. Contudo, este total permite a irrigação de uma área de 230 hectares por 90 dias, considerando também a evaporação.

Quanto aos custos, ele detalha que cada metro cúbico armazenado custa cerca de R$5. O ideal, como ele detalha, seria a possibilidade de usar o barramento, já que não há necessidade de impermeabilização. Embora não haja um impedimento legal quanto ao uso dessa medida, o produtor conta que o processo para realizá-la é bastante burocrático.

O Cerrado Mineiro enfrentou problemas com altas temperaturas durante os meses de outubro e novembro, acompanhados de um déficit hídrico bastante alto. A expectativa, segundo o produtor, é que a colheita seja 20% menor do que o alto potencial atingido no ano de 2016.

Fonte: Notícias Agrícolas (Por João Batista Olivi e Izadora Pimenta)

One thought on “Cafeicultores do Cerrado constroem imensos reservatórios de água para garantir irrigação

  • 05/01/2018 at 6:50 am
    Permalink

    Eu queria saber se tem que consultar o orgão floretal.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *