Café tem dia de baixa na ICE refletindo cenário externo

Imprimir

O contrato futuro de café arábica de maio, tinha, há pouco, na ICE Futures US, queda de 370 pontos, com 284,40 centavos de dólar por libra peso, depois de bater na mínima de 282,85 centavos. 

O julho tinha, há instantes, desvalorização de 375 pontos. Segundo analistas internacionais, a semana iniciou-se com pressão sobre as commodities. Ao contrário das sessões passadas, o mercado registra um avanço considerável do dólar, o que estimula muitos players a realizar liquidações. 

Adicionalmente, outros mercados, como o de petróleo, estão bastante pressionados e ajudam a fazer o índice CRB recuar mais de 1,5%. O café, por sua vez, flutuou em um range largo pela manhã e chegou a atingir o nível de 290,00 centavos para a posição maio, no entanto, com as influências externas, os vendedores passaram a ganhar mais força. "É uma sessão com reflexo externo. 

As quedas não têm sido, contudo, tão expressivas. Vivemos as típicas correções de um mercado que subiu muito recentemente. Temos um dia de dólar com força renovada e isso reflete nas commodities. 

O dólar ganhou força com o aumento dos compulsórios na China e, principalmente, com as incertezas sobre as dívidas de alguns países da União Euopéia, como Portugal e Grécia", disse um trader. 

As exportações de café do Brasil em abril, até o dia 15, somaram 1.075.635 sacas, contra 745.651 sacas registradas no mesmo período de março, informou o Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil). 

Tecnicamente, o maio na ICE Futures US tem uma resistência em 290,20, 290,50, 291,00, 291,50, 292,00 e 293,50, 294,00, 294,50, 294,90-295,00 e 295,50 centavos de dólar por libra peso, com o suporte em 282,85, 282,50-282,40, 282,00, 281,50, 281,00, 280,50, 280,20, 280,00, 279,50, 279,00, 278,50, 278,00, 277,50 e 277,00 centavos por libra.

Fonte: AgnoCafe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *