Café: leilões de arábica no Quênia entram em recesso até 15 de julho

Imprimir

Os leilões de estoques semanais do Quênia entraram em recesso do dia 17 de junho até 15 de julho, devido aos baixos estoques. A parada anual é resultado da disponibilidade reduzida de grãos entre as safras, disse Daniel Mbithi, chefe executivo do Câmbio de Café de Nairóbi, que opera o leilão.

Quase todo o café arábica queniano é vendido no leilão semanal que utiliza o mercado nova-iorquino como referência. O país africano colhe a primeira safra de maio a julho e a safra principal de setembro a dezembro.

A produção do país na temporada 2013/14, que se estende de outubro a setembro, deve subir para 45.000 toneladas, ante 39.000 toneladas no ciclo anterior, de acordo com o Conselho de Café do Quênia. As informações são de agências internacionais.

Agência Safras
Cândida Schaedler

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *