Brasil exporta 3,2 milhões de sacas de café em agosto, diz Cecafé

Imprimir
“O volume das exportações registrado em agosto foi bastante positivo e indica que fecharemos o ano civil com uma excelente performance”, disse em nota o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes. “É importante destacar que os cinco principais países compradores apresentaram um aumento de 30% de volume importado no acumulado de janeiro a agosto, em relação ao mesmo período no ano passado. Isso significa que o café brasileiro vem ampliando seu espaço no exterior, recuperando o mercado e reforçando seu reconhecimento como café de alta qualidade e de produção totalmente focada na sustentabilidade.”

No mês que passou o café arábica correspondeu a 75,8% do volume total exportado; seguido pelo conilon (robusta), com 14,4%. O solúvel respondeu por 9,8% das exportações.

No acumulado de janeiro a agosto, o volume total de café exportado é de 27 milhões de sacas, aumento de 30,8% em relação ao mesmo período de 2018.

Segundo o Cecafé, é o maior volume exportado no período nos últimos cinco anos. Também no acumulado dos oito primeiros meses do ano, a receita cambial subiu 7,3%, para US$ 3,4 bilhões.

“É válido destacar também que nos últimos 12 meses o Brasil exportou 42 milhões de sacas sinalizando recorde histórico de exportações de café para este ano”, diz nota do Cecafé.

O principal destino para o café brasileiro entre janeiro e agosto foram os Estados Unidos (5,1 milhões de sacas, 19% do total exportado), seguidos por Alemanha (4,4 milhões de sacas, 16,3% do total) e Itália (2,5 milhões de sacas, 9,1% de participação).

Em café diferenciado, o País exportou 5 milhões de sacas desde janeiro, aumento de 46,3% em relação a 2018. A receita cambial no período foi de US$ 789 milhões, 23,4% do total gerado pelo Brasil com exportações.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *