Brasil amplia comércio de café em cápsula

Imprimir

De 2013 a 2014, as vendas de café em cápsula no Brasil aumentaram 52,4%, segundo levantamento feito pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) em parceria com a Embrapa Café. De acordo com a pesquisa, esse aumento está relacionado com a entrada de pequenas marcas nesse nicho de mercado.

O estudo nomeado "Relatório Internacional de Tendências do Café do Centro de Inteligência em Mercados da UFLA", ressalta que pequenos produtores puderam entrar nesse mercado recentemente, após expiradas as patentes de grandes marcas produtoras de cápsulas. Essas empresas têm a vantagem de comercializar o produto mais barato e adaptável a máquinas de diferentes marcas.

No Brasil, 70 empresas no Brasil atuam nesse segmento com seus próprios produtos. Em 2014, eram apenas oito.

“As cápsulas são uma opção interessante para as empresas menores, uma vez que têm maior valor agregado e atendem de forma satisfatória aos consumidores, que se interessam cada vez mais por um café de alta qualidade e que permita a eles passar por uma experiência semelhante ao consumo em uma cafeteria, porém no conforto do lar e no momento em que acharem conveniente”, aponta o estudo.

Dados da Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic) indicam que o setor de cápsulas continuará crescendo nos próximos anos. Até 2019, esse mercado deverá aumentar três vezes de tamanho no Brasil. Além das cápsulas, os cafés especiais também ganharão espaço. A associação estima que a maioria das vendas entre 2015 e 2019 ainda será do produto em grãos e moído, mas com maior destaque para os gourmetizados e aos especiais.

Fonte: Datagro via Infomoney

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *