Banco do Brasil está renegociando dívidas acima de seis meses

Imprimir

O Sindicato dos Produtores Rurais de Varginha, por meio do seu presidente Arnaldo Bottrel Reis, comunica a todos os associados que o Banco do Brasil está renegociando as dívidas inadimplentes acima de seis meses. O produtor rural filiado, ao sindicato, pode procurar a sede da entidade. A equipe vai entrar em contato com o e verificar as operações as quais serão enquadradas.

De acordo com o Banco do Brasil, cada produtor tem um prazo de 60 dias para renegociação, contados a partir do dia 16 de agosto. Quanto às formas de pagamento será no prazo de dez anos. A entrada é de 20%do valor da dívida. Nos cinco primeiros anos, haverá pagamento de mais 20% com juros de Índice De Reajuste De Poupança – IRP, mais 0,5% ao mês. O saldo devedor restante, de 60%, será calculado pela mesma taxa – IRP – acrescido de1%. Além de garantia real de dois por um.

Se você ainda não é sindicalizado, esta é uma ótima oportunidade para filiar-se. Além do benefício de facilitar sua renegociação de dívida com o Banco do Brasil, o Sindicato dos Produtores Rurais oferece outros serviços que facilitam a rotina do agropecuarista. Há assessoria jurídica, que atualmente representa mais de cem produtores na ação judicial para restituição do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural – Funrural.

Além de ser um representante legal em juízo, a entidade tem presença constante da diretoria, conta com uma qualificada equipe que trata de atividades como: folha de pagamento, contratos de arrendamento, declaração de imposto de renda, cartão do produtor. Sem contar o parque de exposições, com área e localização privilegiada.

O Sindicato dos Produtores Rurais de Varginha atende diariamente cerca de 30 pessoas. Compareça à sede e apresente escritura ou contrato de arrendamento, CPF, RG, título de eleitor, comprovante de residência, cartão do produtor rural e se torne um sindicalizado. 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sindicato dos Produtores Rurais de Varginha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *