(2º Dia) 3º Concurso de Qualidade de Café Projeto Regional Força Café Fundação Neumann Brasil

Imprimir

O segundo dia do 3º Concurso de Qualidade do Projeto Regional Força Café começou pela manhã com uma visita à Cooperativa dos Pequenos Agricultores de Santana da Vargem (COOPASV). A visita consistiu em conhecer a historia por trás da organização FairTrade, as diferentes ações para promover as dimensões sociais, econômicas e ambientais e os desafios e potencialidades comerciais para cafés commodities, certificados e especiais.

Vídeo institucinal na Coopasv

A Gerente da COOPASV, Beatriz Pereira compartilhou com os visitantes as abordagens, os resultados e como os cooperados são impactados. Dentre todo o trabalho realizado pela cooperativa podemos destacar o processo de empoderamento dos cooperados que cada vez mais realizam um manejo democrático e transparente, o modelo de negócios, a contribuição da cooperativa no melhoramento das condições de vida das famílias participantes e seu esforço pela sustentabilidade e a qualidade do café. Estes temas ficaram evidenciados durante a visita à propriedade do Sr. Francisco Alves de Assis, presidente da Cooperativa e sócio fundador quem recebeu muito bem os visitantes.

 

Propriedade do Sr. Francisco (Coopasv)

Na parte da tarde, o grupo de degustadores teve a oportunidade de conhecer o Laboratório de Processamento de Produtos Agrícolas da Universidade Federal de Lavras (UFLA), e puderam conversar com o responsável pelo departamento de Engenharia, Prof. Flávio Meira Borém, pós-doutor em Engenharia de Processamento de Produtos Agrícolas e reconhecido internacionalmente por suas pesquisas no ramo da qualidade de café. Conheceram também a cafeteria da universidade, a CafEsal, além de experimentarem os cafés gentilmente preparados pela responsável Helga Andrade, barista  e gestora em Inovação do Café.

 

Cafeteria CafEsal – UFLA

Gloria Pedroza, uma das degustadoras e chefe do Departamento de Qualidade de Café Comercial do NKG de Zug na Suíça, comentou sobre suas impressões ao conhecer o setor de Café da UFLA: “Foi algo muito positivo, importante não apenas para a região, mas também para o país em geral. É um assunto muito importante para a economia do café, para que os alunos tenham acesso à esse conhecimento, desenvolver todos os estudos que estão sendo feitos aqui, melhorar a produção e a qualidade do café, obter plantas que são resistentes à doenças e conservar a produção de café. Então, ter todo esse conhecimento disponível para os alunos é realmente muito importante. É um trabalho que irá refletir não apenas na comunidade, mas também na economia, na melhoria da qualidade do café que é produzido e claro, impacto positivo no dia a dia dos produtores. O Brasil é provavelmente o único país que tem esse tipo de conhecimento específico sobre café e que investe tempo e recursos em estudos. É muito bom, porque trás benefícios não só para o Brasil, como também para muitos outros países.”

Ulrich Marsau da Die Rösteri Coffeum  GmbH  de Hamburgo na Alemanha : “Foi tudo muito interessante. Os prédios que compõem a UFLA são muitos e o campus é muito grande.  Eles possuem diferentes instalações aqui que visam desenvolver o conhecimento sobre o café e isso é algo extremamente positivo. Foi muito importante conhecer o Prof. Borém. Nós conhecemos sobre o que ele está trabalhando no momento e pude ter muitas impressões  sobre coisas que nunca havia ouvido falar antes sobre o café, especialmente porque trabalho com torra de café, então meu foco na área do café é outro e então tudo que vi aqui lá ontem foi muito importante para conhecer os investimentos no setor e também nos jovens alunos, que são o futuro do país.”

Com a equipe Coopasv (Sr. Francisco, presidente; Beatriz, gerente e demais membros da cooperativa).

Degustadores participantes do 3º Concurso de qualidade – Projeto Regional Força Café e suas respectivas empresas:

Alejandro Molina – Interamerican Coffee – Houston – Eua

Alexandre Ferraz – Stockler – Santos

Ed Kaufmann – Joe Coffee Company – Nova York – Eua

Euler Juvenal Borges – Fundação Neumann  – Santo Antônio do Amparo – Brasil

Gerrit Krueger – Interamerican Coffee GmbH – Hamburgo – Alemanha

Gloria Pedroza – NKG- Zug  – Suíça

José Pinto Neto – Stockler – Espírito Santo do Pinhal – Brasil

Ulli Marsau – Die Rösteri Coffeum  GmbH – Hamburgo – Alemanha

 

Equipe com o Prof. Borém

 

O concurso é organizado pela Fundação Neumann com o apoio da Stockler Comercial e Exportadora Ltda e tem a participação de provadores nacionais e internacionais com o objetivo de melhorar a qualidade dos cafés da agricultura familiar e promove-los no mercado internacional.

Por Monique Cadorini – Assessora de Comunicação da Fundação Neumann Brasil / Extraído do site Peabirus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *