Senar oferece curso de capacitação para otimizar colheita do café

Imprimir

As regiões Sul e Sudoeste de Minas representam 50% da produção cafeeira de Minas Gerais. Em 2013, o Senar Minas (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) disponibilizou aos produtores e trabalhadores rurais destas regiões 60 cursos de Operação e na Manutenção de Máquinas de Beneficiamento de Café.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Guaranésia (MG), Antônio Carlos Pitondo, durante o período de safra é necessário ter alguns cuidados na colheita. “A manutenção prévia dos equipamentos facilita corrigir erros que possam ocasionar danos futuros para a safra. O curso oferecido pelo Senar aprimora o conhecimento dos produtores e trabalhadores rurais.”

Segundo o mobilizador do Sindicado dos Produtores Rurais de Guaranésia, José Carlos da Silva, o curso de Operação e Manutenção de Máquinas de Beneficiamento de Café envolve toda a comunidade local. “A maior parte do café é produzido pela família e, desta forma, o treinamento contribui para que possam obter uma safra mais lucrativa, afirma Luiz Carlos.

Minas Gerais é o maior produtor de café do país, responde por quase 50% da safra brasileira. O Senar Minas tem auxiliado o produtor a obter a certificação do “Certifica Minas Café”, segundo o gerente regional de Passos, Rodrigo Diniz. Neste ano deve atender 1.300 propriedades, estimula os produtores a adotarem uma gestão moderna da propriedade, boas práticas de produção e incentiva a preservação ambiental. Cerca de 420 propriedades do Sul e Sudoeste Mineiro já possuem certificações.

Segundo o fiscal agropecuário do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Valderi Alderman Leite, “a certificação é uma garantia para o consumidor de que as propriedades adotam boas práticas agrícolas em todos os estágios da produção, atendendo às normas ambientais e trabalhistas.”

Fonte: Clic Folha (Folha da Manhã)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *