Mercado cafeeiro finalizou terça-feira com valorização

Imprimir

As operações no mercado cafeeiro finalizaram a terça-feira com valorização. Em N.Y. a posição dezembro atingiu máxima de + 6,50 pontos finalizando com + 5,30. Questionamentos sobre a produção na Colômbia e as chuvas no Vietnã puxaram as cotações, mesmo no dia em que o dólar pesou sobre a maioria das commodities.

O dólar encerrou os trabalhos com alta de 1,32% impulsionado pela nova elevação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) no Brasil e pela alta dos juros na China. Há duas semanas atrás, o IOF sobre os fluxos de investidor estrangeiro para renda fixa foi aumentado de 2% para 4%, ontem o Ministério da Fazenda decidiu aumentar a partir de hoje a alíquota do tributo para 6%. A novidade agora foi a subida do IOF para 6% (anteriormente em 0,38%) sobre os fluxos de investidor estrangeiro dirigidos a depósitos de margem para negociações no mercado futuro. A alíquota do IOF sobre os investimentos em ações foi mantida em 2% e os investimentos externos diretos (IED) continuam isentos.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) acaba informou hoje que transferiu do dia 9 de dezembro para 14 de dezembro o anúncio do próximo levantamento da safra de café. Segundo a Assessoria de Comunicação da Conab, o adiamento foi decidido por conta da quantidade de feriados em novembro, mês no qual os técnicos vão a campo obter os dados da safra. Além disso, em 9 de dezembro haverá a divulgação do terceiro levantamento da produção de grãos da safra 2010/2011, e a Conab optou por evitar duas divulgações no mesmo dia. O prazo também vai garantir que os técnicos apreciem melhor o período de florada do café, que começa a partir das chuvas, informa a nota distribuída hoje. O mais recente levantamento da safra de café 2010 foi divulgado em 9 de setem bro, com informações coletadas pelos técnicos da Conab entre 4 e 24 de agosto. O estudo estimou que a produção nacional de café beneficiado alcançaria 47,2 milhões de sacas de 60 quilos, representando um acréscimo de 19,6% ou 7,73 milhões de sacas, quando comparado com a produção de 39,47 milhões de sacas obtidas na safra 2009.

As exportações de café da Índia, terceiro maior produtor do grão na Ásia, devem atingir uma máxima recorde em 2010, motivadas pela firme demanda externa e por uma boa produção, disseram executivos da indústria nesta sexta-feira. Os embarques indianos caíram 12% em 2009 devido à estagnação da produção e à crise econômica global. Compradores reduziram os estoques ao mínimo possível neste período, mas voltaram a abastecer as reservas, conforme as economias mundiais se recuperavam. "Eu acho que 255 mil a 260 mil toneladas é um bom número de exportação para este ano, incluindo o volume reexportado", disse M.P.

Devaiah, gerente geral da Allanasons Ltd., terceira maior exportadora de café do país. A Índia embarca cerca de dois terços da produ&cced il;ão doméstica, principalmente para Europa. Alemanha, Itália, Rússia e Bélgica respondendo por mais da metade da demanda geral. O país exportou uma quantia recorde de 253.524 toneladas em 2000, de acordo com dados do Conselho de Café. "Nós já alcançamos cerca de 240 mil toneladas neste ano. Eu acho que iremos superar 250 mil toneladas", disse Ramesh Rajah, presidente da Associação de Exportadores de Café da Índia. Entre 1º de janeiro e 12 de outubro de 2010, os embarques indianos subiram quase 60% frente igual período do ano passado, para 238.059 toneladas, incluindo ofertas reexportadas, mostraram dados do conselho. A Índia importa café e, depois, exporta a maior parte deste volume após o processo de blending. O país embarcou 187.347 toneladas de café em 2009. A produção doméstica do grão é estimada em 289.600 toneladas no ano-safra encerrado em 30 de setembro, alta de 10,4% em relação ao mesmo intervalo de 2009, informou o Conselho de Café. Devaiah informou que a safra indiana em 2010/11 deve ficar ligeiramente abaixo das 308 mil toneladas previstas pelo conselho, mas não forneceu nenhum número específico. "A produção do tipo robusta foi muito boa no ano passado. Eu não estou certo se alcançará o mesmo patamar neste ano", afirmou ele. Em setembro, Rajah afirmou que a produção de café da Índia na temporada iniciada em 1º de outubro de 2010 atingiria cerca de 304 mil toneladas. A colheita do tipo arábica normalmente acontece em novembro, enquanto a do robusta começa em fevereiro. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Infocafé – informativo diário da Mellão Martini

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *