Família de Alto Jequitibá investe em exportação de café e turismo rural

Imprimir
Das montanhas de Alto Jequitibá, na região do Caparaó, para os Estados Unidos. A primeira exportação do Coffee Gripp aconteceu este ano. A cafeicultora Paula Gripp conta que o frio na barriga deu lugar a alegria de ver o produto colhido, torrado, moído e embalado em família ganhando o mundo. “Foi uma pequena remessa de 10 quilos, mas com um grande significado”, afirma empolgada.

O caminho para a exportação foi facilitado pela participação da produtora no projeto Agro.Br da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em parceria com a Apex-Brasil e o Sistema Faemg Senar. O programa incentiva e auxilia no processo de exportação com consultorias, suporte e planejamento. “É preciso perder o medo e começar. A exportação é para todos”, afirma o consultor do projeto em Minas Gerais, Paulo Március.

“A preparação do Agro.Br nos dá segurança. Exportar é mais uma maneira de posicionar a marca e ganhar mercado. Agrega valor ao nosso produto”, comenta a cafeicultora que conheceu o programa por meio da gerente da Mulher, do Jovem e de Inovação do Sistema Faemg Senar, Silvana Novais.

“Nosso objetivo é proporcionar o desenvolvimento das produtoras e produtores. Nos eventos apresentamos possibilidades como o Agro.Br. Esse é um excelente resultado que mostra que conseguimos impactar a vida dela e das pessoas ao redor”, destaca Silvana.

Fruto da mudança
O Coffee Gripp existe desde 2018 quando a família retornou ao campo depois de seis anos morando no interior de São Paulo. Paula era cabeleireira e admite que trocar o salão pelas lavouras foi um desafio. “Confesso que voltei contrariada, mas hoje sei que essa foi a minha melhor escolha”.

Focada em produzir cafés de qualidade, Paula fez diversos cursos do Sistema Faemg Senar oferecidos pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Alto Jequitibá e a cada treinamento ela se encantou mais pelo mundo do café. “O apoio do Senar Minas é fundamental. Todos os cursos dão uma base muito boa para seguir na atividade”.

A família toda se envolve no negócio rural e todos se capacitaram com cursos do Senar Minas. O produtor Tobias Cotrim, marido de Paula, cuida da produção e pós-colheita,Tobias Filho, de 19 anos, é o responsável pela torrefação.

“Ano passado rodamos mais de 8 mil quilômetros participando de feiras e eventos na região, em Santos, Belo Horizonte e Vitória”, conta a produtora. Ela e a filha Anna Luiza também trabalham na cafeteria da família, que fica dentro da propriedade e foi inaugurada em 2019.

Café e turismo
Para Paula, a cafeteria é uma oportunidade de popularizar o consumo do café especial e aproveitar o potencial turístico do sítio para receber visitantes. A ideia deu certo e se consolidou mesmo com a pandemia. “Por estar em um ambiente rural, muitas pessoas nos procuraram. Os ciclistas que fazem trilhas por aqui são um grande público da cafeteria”, explica.

Novas possibilidades
Em 2021, Paula formou-se Agente de Turismo Rural e ampliou ainda mais a visão para empreender no setor. “O curso foi um marco porque mudou o meu olhar para tudo aqui e abraçou o que a gente já estava fazendo”.

Além da cafeteria, a família construiu o chalé “amor à primeira vista”. “Estamos em frente ao Pico da Bandeira e quem se hospeda tem essa vista linda na sua janela”, contou entusiasmada. A construção da hospedagem foi feita pelo marido de Paula, Tobias Gripp. E a família já se prepara para fazer mais uma e seguir investindo no turismo.

Quem visita a propriedade pode conhecer as etapas de produção do café da lavoura à xícara, fazer trilhas, provar delícias da culinária mineira e apreciar as belezas naturais do Caparaó. “O que é comum para nós é algo extraordinário para quem está na cidade. Precisamos reconhecer e mostrar esse valor”.

Orgulho e exemplo
O agente de desenvolvimento rural do Sindicato dos Produtores Rurais de Alto Jequitibá, Jorge Rodrigo Farias ressalta que a família Gripp é exemplo de dedicação e grande parceira da entidade. “É um orgulho tê-los dentro do Sindicato e saber que estamos contribuindo para o crescimento deles”.

Jorge lembrou ainda que a família faz parte do programa de Assistência Técnica e Gerência – ATeG Café+Forte e esse acompanhamento também tem colaborado para o sucesso dos negócios. “Eles estão colocando em prática o aprendizado dos treinamentos e do ATeG e tendo resultados excedentes que elevam a nossa entidade, e melhoram o nosso município. Estamos crescendo juntos”, finalizou.
Café Gripp na Vitrine Virtual do Agro BR: https://agrobr.org/producers/coffee-gripp-cafes-especiais/

Por: Lílian Moura
Assessora de comunicação do Sistema Faemg Senar em Viçosa

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

10 situs togel terpercaya

situs toto

bo togel terpercaya

agen togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel resmi

bandar togel online

bandar togel terpercaya

link togel

link slot dana

10 situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

5 bandar togel terpercaya

situs toto

situs toto

bandar togel terpercaya

agen togel terpercaya

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

bandar togel terpercaya

slot deposit 5rb

situs toto

toto togel

situs toto

toto togel

situs toto

10 situs togel terpercaya

situs togel resmi

situs togel resmi

bandar togel terpercaya

bo togel terpercaya

situs togel terbesar

situs togel terpercaya

bo togel terpercaya