Cooperativas batem recorde de exportações

Imprimir

Nos primeiros cinco meses de 2011, as exportações das cooperativas brasileiras apresentaram crescimento de 30% sobre o mesmo período de 2010 (US$ 1,6 bilhão), totalizando US$ 2,1 bilhões. Este foi o maior resultado alcançado desde o início da série em 2005. A participação na pauta total das vendas das cooperativas passou de 1,9%, em 2005, para o patamar de 2,3% em 2011.

Os dados fazem parte da balança comercial brasileira das cooperativas, um estudo apresentado pela primeira vez pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O levantamento das operações de exportação e importação das cooperativas brasileiras, promovido pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), foi realizado de janeiro a maio deste ano. A partir deste mês, o Ministério da Agricultura publicará mensalmente, de forma acumulativa, os dados da pesquisa no seu site (www.agricultura.gov.br).

“O objetivo é montar uma central de inteligência com informações para subsidiar ações e estudos do Ministério da Agricultura na área de cooperativismo internacional, como a organização de missões comerciais ao exterior e a identificação de mercados para os produtos brasileiros”, declara o diretor substituto do Departamento de Cooperativismo e Associativismo (Denacoop) do Ministério da Agricultura, Daniel Angotti Marques.

Do lado da importação, houve expansão de 11,4% nas compras externas efetuadas por cooperativas, que passaram de US$ 96,8 milhões, em janeiro e maio de 2010, para US$ 107,9 milhões, em 2011.

Com estes resultados, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2 bilhões no período, resultado recorde que supera em 31,1% o valor verificado nos primeiros cinco meses de 2010 (US$ 1,5 bilhão). A corrente de comércio também apresentou o melhor resultado da série com US$ 2,2 bilhões e expansão de 29% em relação ao intervalo entre janeiro e maio do ano passado (US$ 1,7 bilhão).

Exportações

Entre os principais produtos exportados pelas cooperativas destacam-se café em grãos (com vendas de US$ 324,3 milhões, representando 15% do total negociado pelas empresas), soja em grãos (US$ 283,8 milhões, 13,1% do volume) e açúcar em bruto (US$ 255,6 milhões, 11,8%).

As vendas externas das cooperativas alcançaram 113 destinos nesse período – praticamente o mesmo número observado em igual época de 2010 (117). Os países que mais compraram foram: Alemanha (US$ 242,3 milhões, representando 11,2% do total), China (US$ 239,1 milhões, 11,1%) e Estados Unidos (US$ 175,4 milhões, 8,1%).

O Paraná foi o estado com maior valor de exportações de cooperativas, US$ 796,5 milhões, o que representa 36,8% do total das vendas internacionais deste segmento. Na sequência aparecem São Paulo (US$ 590,3 milhões, 27,3%) e Minas Gerais (US$ 321,7 milhões, 14,9%).

O estudo completo está disponível no endereço: http://www.mdic.gov.br/sitio/interna/interna.php?area=5&menu=3278&refr=3186 

Fonte: MAPA  

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

10 situs togel terpercaya

situs toto

bo togel terpercaya

agen togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel resmi

bandar togel online

bandar togel terpercaya

link togel

link slot dana

10 situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

5 bandar togel terpercaya

situs toto

situs toto

bandar togel terpercaya

agen togel terpercaya

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

bandar togel terpercaya

slot deposit 5rb

situs toto

toto togel

situs toto

toto togel

situs toto

10 situs togel terpercaya

situs togel resmi