Café em Nova York fecha em forte alta com influência do dólar

Imprimir

Os preços do café na bolsa ICE Futures US, em Nova York, foram influenciados pela queda do dólar e apresentaram forte valorização. O contrato mais negociado, com vencimento em setembro, saltou 440 pontos ou 2,80% e fechou a 161,70 cents/lb. A máxima da sessão foi a 161,95 cents/lb.

As commodities foram sustentadas pela desvalorização do dólar frente a uma cesta de moedas. O mercado acionário registrou ganhos expressivos na medida em que os investidores receberam dados melhores do que o esperado sobre imóveis residenciais nos Estados Unidos e sobre a melhora do cenário econômico na Europa.

Analistas afirmam que a oferta de café arábica continua pequena no curto prazo, por conta do clima adverso e da quebra nas últimas safras da Colômbia e da América Central. Informações divulgadas pela Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia (Fedecafé), a produção do país no segundo semestre deste ano deve alcançar 6 milhões de sacas, ante 4 milhões de sacas no primeiro semestre. Para a entidade, o mercado deve assimilar esse aumento da produção sem grande impacto sobre os preços, pois a demanda segue forte. A Colômbia é o maior produtor mundial de café arábica suave e lavado.

Fonte: Redação Notícias Agrícolas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *