Volume exportado em 2013 sobe 10,2% ante 2012, informa Cecafé

Imprimir

O Brasil exportou 31,22 milhões de sacas de 60 kg de café em 2013, o que corresponde a um aumento de 10,2% em relação ao ano anterior (28,33 milhões de sacas). A receita cambial com esses embarques alcançou US$ 5,15 bilhões. Apesar de ser considerado positivo, o resultado em receita é 19,1% inferior ao registrado em 2012, quando o País faturou US$ 6,36 bilhões. Os dados fazem parte de levantamento do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), divulgado nesta segunda-feira, 13.

O diretor geral do Cecafé, Guilherme Braga, informou por meio de comunicado que os dados indicam que a exportação brasileira de café em 2013 se recuperou em termos de volume, se comparada com o ano anterior, período prejudicado pelo excesso de chuvas. Conforme Braga, o resultado positivo mostra que o País volta aos níveis de exportação acima de 30 milhões de sacas por ano. Outro ponto a ser destacado, segundo ele, é o crescente volume de cafés diferenciados exportados pelo Brasil se comparado com 2012, em virtude do aumento na demanda global por cafés de qualidade e sustentáveis.

Em relação aos chamados cafés diferenciados, Braga comentou que foram exportadas 5,06 milhões de sacas de grãos especiais, 5% a mais do que em 2012. O destaque foi o aumento de 5,6% na exportação de café arábica diferenciado.

Braga estimou que a exportação de café em 2014 deve ficar entre 32 milhões e 33 milhões de sacas, o que representaria um aumento na ordem de 5% em relação a 2013.

De acordo com o levantamento, em 2013 o café da variedade arábica respondeu por 85,0% das vendas do País ao Exterior, enquanto o solúvel por 10,7%, o robusta por 4,2% e o torrado e moído por 0,1%. A participação do café nas exportações totais do País em 2013 foi de 2,1% e de 5,5% no setor de agronegócio.

O relatório mostra, ainda, que, considerando os mercados compradores, a Europa respondeu pela importação de 54% do total embarcado do produto brasileiro (aumento de 9% em comparação com 2012). A América do Norte foi responsável pela compra de 22% do total (alta de 15%), a Ásia por 18% (incremento de 12%) e a América do Sul por 3% (redução de 15%).

Os embarques de café foram realizados principalmente pelo Porto de Santos (SP), com 75,7% do total (23,63 milhões de sacas), seguido do Porto do Rio de Janeiro (17,8% do total, ou 5,56 milhões de sacas) e pelo Porto de Vitória (1,7% do total, ou 524.373 sacas).

Em dezembro de 2013, as exportações brasileiras de café tiveram redução de 4,5% no volume em relação ao mesmo mês em 2012, totalizando 2,80 milhões de sacas. A receita cambial apresentou queda de 33,8% em relação a igual período do ano anterior, alcançando US$ 396,059 milhões.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *