Vendas de café fazem produto ser responsável por 48,3% das exportações de MG em 2017

Imprimir

O café produzido em Minas Gerais está sendo redescoberto. É assim que produtores e especialistas do mercado definem o bom momento das exportações de café no Estado. Nos quatro primeiros meses deste ano, as vendas para o exterior ajudaram a balança comercial de Minas a fechar com um saldo positivo de quase US$ 2,5 bilhões. Só o café foi responsável por 48,3% do que o Estado exportou, representando US$ 1,1 bilhão.

A colheta do café nem começou direito. Mas nos primeiros meses do ano, o que sobrou da safra passada já foi suficiente para garantir ao agronegócio de Minas Gerais um aumento de 12,4% no volume de exportações.

“Os cafés nossos aqui, brasileiros, eles foram redescobertos agora. Então você vê que, a cada ano que passa, as exportações estão aumentando. Então com a valorização dos cafés nacionais a exportação aumenta, por isso você vê grandes grupos como cooperativas que nunca tinham exportado café antes, agora já estão exportando”, disse o cafeicultor Eduardo Junqueira Nogueira.

Segundo a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA), Minas Gerais teve um saldo de US$ 2,47 bilhões em exportações de janeiro a abril deste ano. A principal porta de saída foi o Porto de Santos. De lá, os grãos mineiros seguiram para 70 países. Os principais compradores foram Alemanha (22%), Estados Unidos (19,8%), Itália (11,3%), Japão (8,3%) e Bélgica (7,9%).

“É Minas Gerais participando cada vez mais na exportação brasileira de café, por ser um estado que mais produz. Se nós pegarmos o número nacional, ele não está subindo, mas se nós pegarmos o número de Minas Gerais, separadamente, como está sendo feito, nós estamos subindo porque a produção em Minas vem aumentando, a qualidade vem aumentando, nós estamos conquistando o mercado”, disse Archimedes Coli Neto, presidente do Centro de Comércio do Café do Estado de Minas Gerais.

Para o presidente do CCCMG, Archimedes Coli Neto, Minas Gerais está participando cada vez mais na exportação brasileira de café (Foto: Reprodução EPTV)
Para o presidente do CCCMG, Archimedes Coli Neto, Minas Gerais está participando cada vez mais na exportação brasileira de café (Foto: Reprodução EPTV)

Ainda segundo especialistas, têm aumentado o número de empresas de olho neste mercado. Algumas cooperativas têm feito parcerias com outras da região para fazer vendas diretas ao exterior.

“Começou com três exportações em 2016. Nesse ano, a gente já realizou 24 exportações, até agora. E, nós já temos contratos fechados, temos 104 contratos fechados até o final do ano”, afirmou Maria Cláudia Lucinda Porto, Relações Internacionais da Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Varginha (Minasul).

Fonte: EPTV Sul de Minas e G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *