UFLA participa de 42º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras

Imprimir
“Produzir mais café, com economia, só com boa tecnologia” esse foi o slogan do 42º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras que reuniu pesquisadores, estudantes e profissionais da área em Serra Negra (SP). O evento foi promovido pela Fundação Procafé e contou com o apoio do Consórcio Pesquisa Café, Embrapa Café, Secretaria de Agricultura de São Paulo, Universidade de Uberaba (Uniube) e Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Com o objetivo de divulgar os últimos resultados obtidos através de trabalhos de pesquisa e inovações no manejo dos cafezais e preparo do café, o evento realizado nos dias 18, 19, 20 e 21 de outubro contou com a participação de pesquisadores e estudantes da UFLA que atuam em parceria com a Agência de Inovação do Café (InovaCafé) – ambiente que desenvolve estudos, pesquisas e inovações que contribuem com a cafeicultura brasileira.

Integrantes do Núcleo de Estudos em Cafeicultura (Necaf), Grupo de Estudos em Herbicidas, Plantas Daninhas e Alelopatia (GHPD) e do Núcleo de Estudos em Melhoramento e Clonagem (Nemec), além de pesquisadores do Laboratório de Anatomia e Fisiologia do Cafeeiro da InovaCafé/UFLA, realizaram apresentações orais de trabalhos durante o congresso.

Confira as pesquisas apresentadas pela equipe da InovaCafé/UFLA:
• Estudo do potencial hídrico foliar de cafeeiros submetidos a diferentes técnicas para otimização da água (Apresentação: Dalyse Toledo Castanheira);
• Efeito de diferentes tipos de condicionadores de solo, fertilizantes e manejo do mato na umidade do solo da lavoura cafeeira (Apresentação: Dalyse Toledo Castanheira);
• Resposta fisiológicas de cafeeiros intoxicados com Glyphosate à aplicação de sacarose (Apresentação: Ademilson de Oliveira Alecrim);
• Efeito dos métodos de controle de plantas daninhas nos teores de macronutrientes no solo em cafeeiros (Apresentação: Ademilson de Oliveira Alecrim);
• Variabilidade genética de acessos de café do banco de germoplasma da EPAMIG com base em características fisiológicas (Apresentação: Harianna Paula Alves de Azevedo);
• Características anatômicas de cafeeiro arábica do banco ativo de germoplasma da Embrapa Cerrados (Apresentação: Mariana Thereza Rodrigues Viana);
• Respostas fisiológicas de clones de Coffea canephora submetidos ao déficit hídrico controlado (Apresentação: Nagla Maria Sampaio de Matos).

CAFETERIA ESCOLA

Além das apresentações orais, três artigos científicos elaborados pela equipe de estagiários da Cafeteria Escola CafEsal da UFLA – novo ambiente que promove em um mesmo espaço o serviço de cafés e treinamentos com o objetivo de qualificar estudantes, professores, funcionários e comunidade externa no consumo de cafés de qualidade; foram publicados nos anais do evento.

Os trabalhos contemplam estudos estratégicos referentes a criação, administração e mercado relacionados a Cafeteria Escola. Conheça os temas:
• Proposta de um mapa de riscos para a Cafeteria Escola de uma Universidade Federal de Minas Gerais;
• Pesquisa de Mercado para a Cafeteria Escola – UFLA;
• Desafios na aquisição de materiais: O Caso da “Cafeteria Escola” de uma Universidade Federal;
“Apresentar inovações que estão sendo trabalhadas no que diz respeito a cafeterias, como o projeto da Cafeteria Escola da UFLA, é primordial para atualizar as pessoas interessadas na área e expor as inovações que vem fortalecer toda a cadeia produtiva do café no país”, explica a Gestora em Inovação do Café, Barista e responsável pelo projeto, Helga Andrade.

Fonte: ASCOM InovaCafé (Por Vanessa Trevisan)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *