Tijolos feitos a partir de… borra de café

Imprimir

Massa feita com café é resistente para paredes internas reprodução da internet

Uma equipe da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova Lisboa está desenvolvendo um tijolo feito a partir de borra de café, que promete mudar a construção de imóveis. O novo material é 50% mais leve que os tijolos tradicionais e aumenta o isolamento térmico entre 15% e 20%. Segundo a universidade, por ano, produzem-se no mundo seis milhões de toneladas de borra de café. Além disso, o café possui propriedades úteis à construção.

“A ideia não era só a do aproveitamento dos resíduos, mas usar um resíduo que pudesse beneficiar a cerâmica. Um dia, surgiu a ideia do café”, explica Carlos Galhano, engenheiro-geólogo e professor da faculdade, para o site português “Público”.

A novidade ainda está em estudo e os pesquisadores garantem que as paredes não terão cheiro de café e que o tijolo é resistente. Isso porque ele passa por um processo de cozimento em altas temperaturas, o que lhe garante rigidez. Entretanto, o tijolo de café não é indicado para paredes externas por não ser tão resistente quanto os tradicionais tijolos.

“O tijolo de café poderá ser usado em paredes de dentro dos imóveis ou então como camada interna das paredes exteriores, para aproveitar as propriedades do isolamento térmico. O material pode, ainda, substituir as paredes provisórias, feitas de gesso, dos escritórios e dos armazéns”, disse o pesquisador, acrescentando ainda que, apesar de o material ser menos resistente, o tijolo atende aos padrões das normas europeias em relação ao frio, calor, gelo e umidade.

De acordo com os pesquisadores, há um grupo ibérico interessado no projeto, mas testar um protótipo teria um alto custo. A equipe também está neste momento estudando também a produção de tijolos com pó de cortiça.

Fonte: O Globo via Rede Social do Café

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *