Termos Utilizados Na Padronização e Armazenagem do Café

AMARRAÇÃO: Maneira de se traçar as sacas de café na formação das pilhas para dar a estas maior firmeza.
ARMAZENISTA: Pessoa encarregada da orientação dos trabalhos realizados no armazém
ARMAZENS GERAIS: São depósitos destinados a guarde e conservação
de mercadorias. A legislação que rege o funcioNomento dos armazéns
foi regulamentada em 1903 pelo decreto N0 1102 que salvo pequenas modificações,
está em vigor até hoje.
BALANCEIRO: Pessoa encarregada de pesagem das sacas.
BALCÃO: Máquina onde se fazem as misturas ou ligas do café
BATIDA: Operação de mistura dos diferentes lotes de café
para a formação de ligas.
BICA: Nome dado a cada uma das saídas do café separado
por peneiras nas operações do benefício e rebenefício.
BLOCO: Conjunto de pilhas que é convenientemente disposto nas
quadras.
BRUNIMENTO: Técnica empregada pare melhorar o aspecto do café,
que consiste em submeter os grãos já beneficiados a um polimento.
CALADOR: Aparelho utilizado na retirada das amostras do café.
O mesmo que furador.
CAMBAÇÃO: Processo de substituição do sacarias
e acertos de peso após a colocação do café na nova
sacaria. O mesmo que viração.
CARTÃO DE BLOCO: Cartão fixado nas sacarias para melhor
identificação do lote.
COROA: Nome dado às sacas de café que ficam na parte superior
do bloco, em número insuficiente pare formar uma nova fiada. O mesmo
que chapéu.
DESPEJO: Designação do ato de se retirar o café
da sacaria.
FIEL DE ARMAZÉM: Responsável pela administração
do armazém.
FURAÇÃO: Consiste na retirada de pequenas quantidades de
café das sacas com o furador ou calador para a formação
da amostra. O mesmo que calagem. A furação ou calagem deve ser
feita em pelo menos 10% das sacas.
LASTROS: É a disposição dada às primeiras
fiadas de café da formação das pilhas.
LIGAS: São mesclas de diferentes tipos de café visando
a melhoria global dos preços.
MARCADOR: Pessoa responsável pela marcação da sacaria.
MARCANTE: É o nome dado à marcação feita
diretamente na sacaria, com tinta em substituição ao cartão
de bloco.
PICOTAGEM: É o ato de se retirar amostres das sacas que se encontram
na face externa do bloco, para fiscalização ou simples averiguagem,
muito embora não se represente com realidade o café depositado.
PRAÇA: É a área do armazém destinada aos
trabalhos de formação de liga. ensaque e reensaque.
QUADRA: Nome dado a cada uma das divisões do armazém destinadas
aos blocos, que são separadas pelas ruas e corredores.
REJEITO: São os cafés perfeitos eliminadas juntamente com
os defeitos na primeira separação da catadora eletrônica.
REPASSE: Nome dado aos cafés remaquinados ou reensacados.
ROMANEIO: Certificado de pesagem emitido após a pesagem de cada
conjunto de sacas colocadas na balança.
ROTAÇÃO DE ESTOQUE: Operação realizada para
a verificação do estado dos sacos nas pilhas e blocos.
VARREDURA: São os cafés provenientes da varrição
dos armazéns, procedentes do derrame de sacas estouradas, vazamento,
picotagem, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *