Tempo segue favorável à colheita e secagem de café no país

Imprimir

As condições climáticas permaneceram favoráveis à colheita e à secagem de café durante toda a semana passada, por conta da ausência de chuva e das temperaturas mais amenas. Assim, no estado de São Paulo, a colheita chega aos 52%, Minas Gerais está com 50% e no Paraná 25% das lavouras já foram colhidas.

Em todas essas localidades, o que se observa são cafés de boa qualidade, com baixo índice de grãos verdes e aspectos físicos satisfatórios. Com relação à produtividade, deve-se chegar a valores entre 45 sacas por hectares na região do Cerrado Mineiro, e 28 sacas por hectare nas regiões da Zona da Mata Mineira e no sul de São Paulo.

De acordo com Marco Antonio dos Santos, da Somar Meteorologia, mesmo com o baixo índice pluviométrico registrado nos últimos dias e o armazenamento de água no solo estar apresentando valores abaixo dos 50%, isso não está afetando as lavouras de café, pois nesse período as lavouras se encontram em fase de repouso e também de indução floral. "Um estresse hídrico nessa fase é de suma importância para que a planta possa dar uma excelente florada no inicio da primavera", afirma Santos.

Contudo, como as previsões climáticas para o segundo semestre são de um clima sob influência da La Niña, o pleno retorno das chuvas deverá ocorrer somente no final de outubro, atrasando assim a plena florada dos cafezais.

Segundo o agrometeorologista, houve a especulação de ocorrência de geadas durante esse último final de semana. "No entanto, nada ocorreu, a não ser o declínio das temperaturas que oscilaram entre 4ºC e 7°C, acima da temperatura letal para os cafeeiros. E segundo os modelos de previsão não há previsão de ocorrência de geadas nas principais regiões produtoras de São Paulo, Minas Gerais e Paraná para os próximos 15 dias", diz.

Entretanto, o tempo permanecerá favorável tanto à colheita quanto à secagem dos grãos, uma vez que não há previsão de chuva para os próximos 10 dias. No máximo, poderão ocorrer chuvas rápidas entre os dias 19 e 20 de junho nas regiões norte do Paraná e sul de São Paulo, mas sem comprometer a qualidade e o bom rendimento dos plantios de café. 

Fonte: Globo Rural Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *