Starbucks abre loja na Colômbia

Imprimir

A Starbucks Corp abriu sua primeira loja na Colômbia na quarta-feira (16). A maior rede de cafeterias do mundo já compra grãos de café arábica do país há 43 anos, mas até ontem não tinha nenhum ponto comercial lá.

Essa é a primeira das 50 lojas programadas para os próximos cinco anos no país e está localizada na capital Bogotá, no Parque de La 93 – um dos bairros mais exclusivos da cidade. As lojas na Colômbia terão como sede base, a companhia de Seattle e vão servir apenas café de origem local.

“A Starbucks é a maior compradora mundial de café arábica de alta qualidade da Colômbia”, disse à Reuters, o CEO da empresa, Howard Schultz.

As novas lojas vão competir com a rede de coffee-shop Juan Valdez, da Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia, que possui cerca de 200 pontos no país. Além disso, a Nespresso da Nestlé S.A. planeja abrir uma loja de café boutique lá ainda este ano.

“Nós acreditamos que existe caminho para todos de forma complementar”, disse Schultz, indicando que a chegada da Starbucks pode expandir o mercado e melhorar o negócio para os concorrentes.

A implementação das lojas na Colômbia são geridas por uma associação de empresas entre a Starbucks e dois de seus parceiros comerciais de longa data na América Latina, Alsea SAB de CV, do México e Grupo Nutresa AS, colombiana.

A Colômbia é a maior produtora mundial de café arábica lavado. Os últimos anos, no entanto, têm sido difíceis.

Fortes chuvas e um programa de replantio reduziram drasticamente a safra da Colômbia em 2008. Isso foi seguido por mais quatro anos-safra. As lavouras também foram danificadas por um surto de ferrugem – doença causada por fungo que afeta a folha do cafezal. Com esse cenário, muitos compradores americanos foram buscar café arábico em outros lugares e produtores colombianos perderam muitos clientes fiéis.

Há dois anos, a Starbucks abriu um Centro de Apoio a Fazendeiros em Manizales, na Colômbia. No ano passado, a empresa anunciou uma parceria público-privada com a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional, que está investindo U$ 3 milhões para aumentar a produção de café colombiano.

Mais da metade dos 400 milhões de quilos de café comprados pela Starbucks no ano passado veio da América Latina, onde o grupo tem mais de 700 lojas.

Brasil, Indonésia e África são outros fornecedores da Starbucks.

Fonte: Notícias Agrícolas via Rede Social do Café

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *