Somos + Café: Sistema Faemg/Senar Minas lança série de vídeos sobre produção de café

Imprimir
O novo projeto do Sistema Faemg/SenarMinas, “Somos + Café”, chega através de vídeos para apoiar o trabalho de ensino-aprendizagem que a entidade realiza há 27 anos. São 15 vídeos educativos produzidos para o segmento da cafeicultura sobre os temas secagem do café, broca e plantas daninhas. O projeto iniciado há um ano será lançado como ferramenta de apoio aos cafeicultores na safra 2020/2021. O material produzido pela equipe do Sistema Faemg/SenarMinas tem o apoio da Cooxupé (Cooperativa Regional dos Cafeicultores em Guaxupé).

Desenvolvido pelo gerente da Regional de Passos, Rodrigo de Castro Diniz, que tem doutorado sobre a utilização de vídeos na aprendizagem de agricultores, com o apoio de Tércia Pereira de Almeida, Coordenadora de Inovação e Conhecimento e Mirian Barbosa Rocha Silveira, Coordenadora Pedagógica, os vídeos inovam e enriquecem o conteúdo pragmático já utilizado pela entidade e será utilizado também nos cursos de educação à distância que estão em desenvolvimento.

Para a realização desse projeto, Diniz trabalhou um ano na captação de imagens, produção de roteiro e editou o material em formato que atenda a demanda do mercado e o processo de ensino/aprendizagem desenvolvido pelo Senar Minas. “Durante os meus quatro anos de doutorado percebi o quanto são poucas as fontes de referência e estudo para o público rural, tanto no Brasil como no mundo. Diante dessa realidade e da falta de tempo dos trabalhadores desenvolvemos um material em vídeo para apoio aos nossos instrutores e pesquisa, o que vai dar suporte ao cafeicultor e ao trabalhador rural”, disse Diniz.

“O Senar Minas, como sempre, inovou mais uma vez. Com o objetivo de levar o conhecimento de forma moderna, rápida, objetiva e com bastante conteúdo prático de interesse dos cafeicultores”, destacou o superintendente da entidade, Christiano Nascif, sobre a série de vídeos.

Para a Coordenadora de Inovação e Conhecimento, Tércia Almeida, esse projeto será utilizado em vários formatos de comunicação. “Vamos utilizá-los nos cursos de educação a distancia, que estão em fase de elaboração, e também de forma presencial no curso técnico em cafeicultura no Centro de Excelência em Varginha, agregando valor complementar ao conteúdo. Outra forma de dar mais visibilidade ao projeto se dará através da disponibilidade dos vídeos nas plataformas educacionais e digitais do Sistema na internet e no You Tube.

A coordenadora Pedagógica, Mirian Rocha, destaca que o material será utilizado de forma complementar nos cursos de Formação Profissional Rural no segmento da cafeicultura e do manejo integrado de pragas e doenças, enriquecendo o conteúdo já trabalhado. “Os vídeos, de 3 a 4 minutos, serão usados pelos nossos instrutores nos treinamentos presenciais e nas trilhas de aprendizagem do café.”.

Segundo Nascif, os vídeos ficaram muito bons e serão muito úteis para os cafeicultores, trabalhadores e técnicos envolvidos com a cultura do café, principalmente neste momento em que se aproxima o período de colheita.

Produção

O projeto veio de encontro a uma demanda de mercado observada junto a Cooxupé, entidade parceira do Sistema Faemg/SenarMinas. Para desenvolver o material foi necessário um ano de produção e edição, considerando o ciclo do café.

Foram desenvolvidos três temas: secagem do café, broca e plantas daninhas. “Produzimos esse material acompanhando todo o ciclo do café, com o apoio dos nossos instrutores. Contamos também com a parceria de vários produtores, que cederam as suas propriedades para a captação de imagens. Além disso, contamos com vasto material de pesquisadores do Brasil e do mundo, o que deixou o nosso conteúdo ainda mais rico com detalhes muito específicos de cada fase vivenciada na lavoura do café”, disse Diniz. Ainda segundo ele, para que o produtor e o trabalhador possam entender o que acontece com o fruto em caso do ataque de doenças no cafeeiro as imagens captadas são muito esclarecedoras.

Com a utilização desse material espera-se que a qualidade buscada para os produtos seja mais facilmente alcançada com o avanço da qualificação dos produtores rurais. O público conhecerá também o mercado da cafeicultura e a sua força em Minas Gerais e no país.

Para Mário Ferraz, engenheiro agrônomo e gerente de Desenvolvimento Técnico da Cooxupé, a expectativa da cooperativa é que mais informação chegue até seus associados e a todos os cafeicultores. “Com mais conhecimento, os produtores podem seguir o manejo correto nas lavouras e evitar perdas nos processos, consequentemente tudo isso se converte na qualidade do produto e maior rentabilidade”.

Para Nascif, todas as informações contidas nos vídeos são de fundamental importância para que se possa realizar uma colheita mais tranquila, conseguindo produzir um café de melhor qualidade, alcançando melhores preços no momento da comercialização. “A colheita é o momento de coroar todo o processo produtivo, os tratos culturais, os cuidados com a lavoura, adubação, controle de pragas e doenças, dentre outros, tudo pode ser perdido se não tivermos cuidados com as atividades de colheita e pós-colheita do café. Então vamos lá, enquanto se preparam, amigo cafeicultor, para iniciar sua colheita de café, assista os vídeos da série “Somos + café”, você só tem a aprender e ganhar. O Senar Minas está só no começo, essa série que foi lançada é uma de várias outras que virão por aí, tratando de diversos temas do agronegócio mineiro. Bom proveito, boa safra e bons negócios para todos”.

Assista a sequência de vídeos logo abaixo:

Fonte: Assessora de Imprensa – Regional Passos (Por Denise Bueno)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *