Somar prevê chuvas para próximos 10 dias nas regiões produtoras de café

Imprimir

Para os próximos 10 dias, são esperadas mais chuvas para todas as regiões cafeeiras de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Espírito Santo. Assim, a florada deverá ocorrer em meados da próxima semana. E, com a passagem de uma massa de ar polar no Sul do Brasil, as temperaturas na região Sudeste deverão sofrer um declínio, que irá beneficiar o florescimento. Mas, não há riscos de geadas, até porque as temperaturas mínimas não deverão cair dos 8C. As previsões partem do boletim da Somar Meteorologia.

Segundo a Somar, as chuvas que vêm ocorrendo nas regiões cafeeiras de São Paulo e Minas Gerais ainda não foram suficientes para provocar a abertura da nova florada do café. Porém, os botões florais já se desenvolveram ao ponto de que as próximas chuvas que ocorrerem já serão suficientes para provocar a florada.

Entretanto, as chuvas da semana passada foram, em algumas regiões, associadas a granizos e essas chuvas danificaram algumas lavouras, afetando o abotoamento, o que consequentemente prejudicará a produção da próxima safra de café, 2013, aponta a Somar. O boletim relata ainda que o retorno do período de chuvas está favorecendo a elevação dos teores de umidade do solo,
favorecendo o desenvolvimento da planta e diminuindo a queda das folhas, já que o clima mais seco e temperaturas extremamente altas para essa época do ano estavam levando a uma acentuada queda das folhas dos cafezais e isso pode diminuir os índices de pegamento da florada, coloca.

Mas, aponta a Somar, ao que tudo indica essa florada deverá ser de boa intensidade, até porque o café passou por um forte estresse hídrico entre os meses de julho e agosto, o que favorece a diferenciação floral, induzindo a uma boa florada. A Somar coloca que o grande problema será o pegamento dessa florada. Sobre a safra 2012, a Somar estima que reste menos de 2% da safra a ser colhida. “Portanto, já se pode escrever que a colheita está praticamente encerrada no Brasil e realmente as intempéries climáticas sofridas pelos cafezais ao longo de 2011 e 2012 causaram sérios danos à produção, onde os índices de produtividade ficaram abaixo do esperado/estimado.

Além da baixa produção a qualidade dos grãos também foi afetada, principalmente pelas
chuvas ocorridas em maio e junho desse ano”, conclui o boletim.

Fonte: Safras & Mercado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *