São Paulo define vencedores de concurso de qualidade de café

Imprimir

Câmara Setorial do Café de São Paulo definiu a relação dos lotes premiados do 13º Concurso Estadual de Qualidade do Café de São Paulo (Foto: Cedoc)

A Câmara Setorial do Café de São Paulo definiu a relação dos lotes premiados do 13º Concurso Estadual de Qualidade do Café de São Paulo, nas categorias Cereja Descascado/Despolpados e Microlote. Os premiados na categoria Café Natural serão divulgados ainda nesta sexta-feira (24/10).

Na categoria Cereja Descascado/Despolpado, disputada por 25 amostras inscritas, os quatro produtores que tiveram seus cafés vencedores foram: Arnaldo Alves Vieira, da Fazenda Baobá, de São Sebastião da Grama, com nota final de 9,07; Laerte Pelosine Filho, do Sítio Daniela, de Pardinho, com nota final: 9,04; Lucia Maria da Silva Dias, da Fazenda Santa Alina, de São Sebastião da Grama, com nota final: 8,63 e Aline Magalhães Ferreira Provencio, da Fazenda Santa Jucy, de Cássia dos Coqueiros, com nota final: 8,55.

Na categoria Microlote, destinada aos pequenos produtores e que teve 13 amostras inscritas, os dois premiados foram: Marcio Anghinoni Marchi, do Sítio Santa Rosa de Lima, de Serra Negra, com nota final: 8,8 e Nilson Mengali, do Sítio Pirapitinga, de Divinolândia, com nota final: 8,67. Ao todo, foram inscritos 82 lotes de café, todos finalistas dos concursos regionais realizados por entidades estaduais, entre cooperativas, associações e sindicatos rurais.

A categoria Café Natural está sendo disputado por 44 amostras. Apenas quatro serão selecionadas. A Comissão Julgadora é integrada pelos especialistas Aloísio Aparecido Lusvaldi Barca (BM&F), Clóvis Venâncio de Jesus (Abic), Camila Arcanjo (CPC-Sindicafé-SP), Aline de Oliveira Garcia (ITAL), Nilton Ribeiro (ACS), Reinaldo Pereira (CeCafé), Elias Generoso (BSCA) e Gerson Silva Giomo (IAC). A coordenação dos trabalhos é de Eduardo Carvalhaes Jr. Todas as etapas do concurso são fiscalizadas pela Apply Auditores Associados.

A partir da próxima quarta-feira (29), todos os 10 lotes finalistas das categorias Cereja Descascado/Despolpado, Natural e Microlote estarão à venda em leilão, que será realizado até dia 6 de novembro. O preço mínimo do leilão será 50% acima da cotação da BM&F de terça-feira (28). Na tarde do dia 14 de novembro, no Museu do Café, em Santos, será feita a premiação dos produtores e das empresas campeãs (que são as que deram maiores lances no leilão).

Finalizando o calendário deste 13º Concurso Estadual de Qualidade do Café de São Paulo, está agendado para 17 de dezembro o lançamento da 12ª Edição Especial dos Melhores Cafés de São Paulo, da qual participam marcas elaboradas com os grãos que foram adquiridos no leilão pelas indústrias. Em embalagens sofisticadas de 250 gramas e identificadas com selo numerado, esses cafés poderão ser adquiridos pelos consumidores em lojas gourmets ou nos sites das indústrias participantes que trabalham com e-commerce.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *