Safra “magra” em 2009 reduz embarque de café

Imprimir

As exportações brasileiras de café em maio totalizaram 2,48 milhões de sacas, pequena queda de 0,6% em comparação ao mesmo período de 2009. Em receita, no entanto, os embarques do mês passado renderam US$ 391,8 milhões, desempenho 19,3% superior a maio do ano passado. No acumulado de janeiro a maio, a situação é bastante semelhante. Em volume, os embarques registram queda de 3% nas 12,5 milhões de sacas exportadas até maio, enquanto a receita soma US$ 1,91 bilhão, crescimento de 13% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Para Guilherme Braga, diretor-geral do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), o volume menor é reflexo da safra colhida em 2009 que foi o ciclo de baixa da bienalidade da cultura do café. "Quando olhamos para o ano-safra percebemos que de fato ela foi menor e por isso acabamos vendendo menos", diz.

Apesar da crise na Europa, maior mercado para o café brasileiro, as vendas para o continente ainda não foram afetadas, apesar de as exportações terem recuado 8% nos cinco primeiros meses. Os embarques caíram de 7,2 milhões de janeiro a maio do ano passado para 6,6 milhões de sacas nos cinco primeiros meses do ano. "Esse é um movimento sazonal, típico do período de fim de safra. O café que foi exportado em maio é resultado de uma venda realizada entre os meses de fevereiro e março e se houver algum efeito da crise nas vendas de café ele será percebido em pelo menos 60 dias", afirma.

Fonte: Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *