Safra de café do Vietnã chegará ao mercado em três semanas

Imprimir

O ano safra 2012/13 de café do Vietnã começou oficialmente na segunda-feira (01), mas os grãos devem chegar ao mercado em duas ou três semanas, ampliando a oferta do segundo maior exportador mundial de café, disseram executivos de tradings nesta quarta-feira.

O vencimento novembro de robusta, de maior liquidez, negociado na Bolsa de Londres (Euronext Liffe) já subiu 16,15% desde o início do ano devido à demanda firme, particularmente de países emergentes. Na terça-feira (02), esse contrato avançou US$ 21 (0,96%) e encerrou a US$ 2.200 a tonelada.

"Os preços costumam cair quando a colheita começa, mas o mercado não deve ter perdas acentuadas porque há grande procura… Vários importadores da Indonésia e da Tailândia estão nos contatando", disse um executivo comercial de uma exportadora de Daklak. Ele projetou que o robusta deve ter suporte em US$ 2.000/t nas próximas semanas.

Os grãos robusta no mercado doméstico estão sendo negociados a valor próximo de 43.500 dongues por quilo, perto do recorde histórico de quase 44.000 dongues/quilo, destacou um trader de Daklak. Segundo ele, produtores relutarão em vender abaixo de 40.000 dongues/quilo (US$ 1 = 20.860 dongues).

O Vietnã, maior produtor mundial de café robusta, exportou aproximadamente 1,6 milhão de toneladas de café, ou 26,1 milhões de sacas de 60 quilos, no ano safra encerrado em 30 de setembro, um aumento de 36,4% ante o ano safra anterior, conforme dados do Escritório Geral de Estatísticas do país. Isso reflete o fortalecimento da demanda por robusta por parte dos torrefadores. Muitos deles aumentaram a proporção de robusta utilizada em blends no ano passado, quando os preços do arábica dispararam para os maiores patamares em vários anos por conta da escassez do grão.

A Associação de Café e Cacau do Vietnã (Vicofa) prevê que a produção de café terá redução de 15% a 20% em 2012/13. Conforme a Vicofa, as chuvas que ocorreram na primeira parte do ano safra devem causar redução da produtividade. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *