Safra de café conilon deve bater novo recorde este ano no Espírito Santo

Imprimir

A colheita de café conilon no Espírito Santo, em sua grande maioria, quase 90%, começa mesmo a partir do mês que vem e se estende até julho. A previsão é de bater o recorde, em sintonia com o aniversário de 40 anos de cultivo comercial. Investimento em novas tecnologias, renovação de cafezais e melhoria da produtividade e da qualidade do grão são alguns fatores que colaboram para esse cenário.

Ainda em ritmo lento neste mês, a produção de conilon (robusta), segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), prevê um total de 9,3 milhões de sacas no ciclo 2012/13 no Estado, que ainda é o maior produtor nacional. Os números representam 8,9% mais do que em 2011/12 (8,5 milhões).

A colheita estadual deverá totalizar 12,1 milhões de sacas, somando com a produção de café arábica. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o secretário de Estado de Agricultura, Ênio Bergoli, avaliou que o clima pode prejudicar a produtividade em algumas regiões. Entre janeiro e março, as chuvas ocorreram abaixo da média, em relação aos anos anteriores. A expectativa, no entanto, é que lavouras que utilizam irrigação possam adquirir bons resultados.

Espera-se que a produção de conilon alcance cerca de 9,8 milhões de sacas. O secretário destacou que, nos últimos 18 anos, a produtividade média do grão no Estado saltou quase 240%. Em 1993, a produção era de nove sacas por hectare. No ano passado, chegou a mais de 30,3. Em alguns casos, chegou de 60 a 90 e até mais de 100 sacas.

Nos próximos meses, deverão ser lançados dois clones de café robusta. Um deles será o primeiro com características "desejáveis" de aroma e sabor. Outra perspectiva, para a área de pesquisa, é que a cultura mude de ambiente, de terrenos abaixo de 400 metros de altitude para locais de 500 a 600 metros de altitude, características do cultivo do café arábica. O Espírito Santo representa 72% do cultivo de conilon e 7,6% de arábica em todo o País.

Fonte: Século Diário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *