Romeu Zema participa do 27º Seminário do Café, no Alto Paranaíba

Imprimir
O governador Romeu Zema participou, nesta segunda-feira (30/9), da abertura do 27º Seminário do Café, em Patrocínio, no Alto Paranaíba. A cidade é o maior produtor de café do país, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e representou, no ano passado, 2,3% de toda a produção nacional. Durante o dia, Zema também se reuniu com deputados estaduais e federais e com empresários da região.

O Seminário do Café, realizado pela Associação dos Cafeicultores da Região de Patrocínio (Acarpa), tem como objetivo promover o desenvolvimento sustentável da cafeicultura no Cerrado mineiro, oferecendo aos produtores conteúdo técnico, gerencial, científico e informativo. É voltado para a formação de empreendedores rurais, por meio da atualização e profissionalização da cadeia do café, e promove debates sobre os problemas e soluções dos cafeicultores. O evento de abertura incluiu ainda a entrega da medalha “Honras do Cerrado Mineiro”, que neste ano homenageou ex-ministro da Agricultura, Alysson Paulinelli.

Durante a solenidade, o governador destacou a importância do setor para a economia estadual. “Minas Gerais é o estado que mais produz café no Brasil e o Brasil é o país que mais produz no mundo. A cafeicultura tem um peso muito grande no agronegócio de Minas. Com o advento da tragédia de Brumadinho, nós tivemos uma perda enorme na atividade econômica da mineração, mas graças ao dinamismo do agronegócio e, principalmente, da cafeicultura, nós temos conseguido fazer com que Minas Gerais consiga permanecer de pé, apesar de todas as dificuldades. Durante os primeiros oito meses do ano, nós conseguimos criar 106 mil novas vagas de emprego com carteira assinada, e boa parte disso veio do agronegócio”, afirmou Zema, que foi ao evento acompanhado do secretário de Governo, Bilac Pinto.

Na cerimônia, o governador também ressaltou as medidas já adotadas pela gestão para impulsionar a produção e facilitar a vida de quem produz e gera empregos. “Desde que assumi, posso dizer que fizemos avanços. Conseguimos muitas simplificações na legislação tributária, principalmente nas obrigações acessórias, e muitas outras ainda virão. Na parte ambiental, estamos reduzindo drasticamente os prazos que um agricultor ou produtor rural fica aguardando por uma outorga de água e estamos revendo multas absurdas que o último governo majorou em até 600% com o único fim de arrecadar. Eu, como venho do setor privado, sei perfeitamente as dores de quem produz. Nunca fui cafeicultor, mas tinha contato direto com quem produzia no campo e quero dizer que vocês têm assegurado no meu governo simplificação, agilidade e respeito. Não vamos ampliar em hora alguma qualquer imposto, isso é um compromisso assumido por nós”, disse.

Também presente na abertura do evento, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, explicou a necessidade de reformas, para que o país volte a crescer e possa devolver os serviços essenciais à sociedade. “Hoje, o Estado brasileiro custa muito e atende poucos. Eu acho que o papel do Parlamento é inverter essa curva, reformar o Estado. Nós já fizemos a da Previdência, temos que fazer a Administrativa, porque o Estado é caro, é ineficiente, não devolve à sociedade o que tira dela, e é autoritário. Nós precisamos que o Estado seja um estimulador do produtor, do empresário, para que ele gere negócio. Eu acho que são essas as reformas que a sociedade espera, que os prefeitos esperam, que os governadores esperam, para que a gente possa cumprir o nosso papel nas áreas fundamentais e que o setor privado, com uma boa segurança jurídica, possa cumprir a sua missão de investir e gerar empregos nas áreas fundamentais”, afirmou.

Também participaram da solenidade o presidente da Acarpa, Frederico de Queiroz Elias; o prefeito de Patrocínio, Deiró Marra; o presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), Silas Brasileiro; a deputada federal Greyce Elias; o deputado estadual Bosco; entre outras autoridades.

Encontros

Durante a tarde, o governador almoçou com deputados e se reuniu com empresários da região para ouvir as principais demandas locais. Em seguida, Romeu Zema visitou o 46º Batalhão da Polícia Militar, em Patrocínio, onde parabenizou a corporação pela redução dos índices de criminalidade. O município apresentou queda de 64,28% na taxa de homicídios, entre janeiro e agosto de 2019. A taxa de roubo também caiu 38,42%.

Fonte: Ascom Seapa (Com foto de Renato Cobucci/Imprensa MG)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *