Rodada de Negócios atrai 200 produtores da Cooparaiso em Jacuí

Imprimir

O núcleo da Cooparaiso de Jacuí recebeu mais de 200 produtores da região na sexta-feira, 14, para a Rodada de Negócios, com exposição de maquinário, vendas com condições especiais e palestras com o deputado estadual Antônio Carlos Arantes, que abordou o tema “Código Florestal Brasileiro”, e com o presidente da Cooparaiso e da Frente Parlamentar do Café, deputado federal Carlos Melles, que falou com os produtores sobre o cenário da cafeicultura para os próximos anos, enfatizando a luta pela recuperação da renda e solução do grave endividamento do setor.

No evento, o superintendente regional do Banco do Brasil, Benedito Sérgio, e o gerente da agência de Jacuí, José Ricardo Ferreira, entregaram máquinas e implementos financiados pela linha de crédito Mais Alimento – MDA, através de parceria com a Cooparaiso. “Foram mais de 80 produtores beneficiados com esta linha de financiamento”, informou José Ricardo.

Na sequência, o deputado estadual Antônio Carlos Arantes apresentou as mudanças do Código Florestal Brasileiro, que vêm atender, parcialmente, às reivindicações dos produtores rurais. “Anteriormente os produtores se viam impossibilitados de cumprir a lei, diante de tamanhas exigências. Caminhamos, mas ainda falta muito para chegarmos a uma legislação ideal”, disse o deputado Arantes, que distribuiu uma carta com os principais pontos modificados da lei e instruções para os produtores se adequarem.

O presidente da Cooparaiso e da Frente Parlamentar de Café, deputado federal Carlos Melles, disse em sua palestra que “a interferência da decisão política e do governo vêm quebrando os produtores”. O deputado ressaltou, porém, que há sinalização de que novas medidas de uma efetiva política pública podem ser implantadas em breve e explicou como seria a conversão das dívidas em CPR, uma das saídas propostas pelo setor para resolver o endividamento crônico dos produtores.

Melles também apresentou números da produção nacional de café e consumo. Ele finalizou sua palestra enaltecendo a qualidade do trabalho dos produtores de café da região. “Somos os melhores do mundo, os primeiros em produção e caminhamos para ser o primeiro em consumo, é natural que determinemos como será a política cafeeira para o mundo”, finalizou ele.

Ainda no evento os produtores assistiram a dois vídeos: do SOS Café e uma reportagem do Bom Dia Brasil, da Rede Globo, enfatizando que o café é a segunda bebida na preferência do consumidor brasileiro. As informações partem Coffee Break.

Fonte: Revista Cafeicultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *