Robusta bate consecutivos recordes nominais; arábica segue estável

Imprimir

Os preços internos do café robusta registraram consecutivos aumentos no correr deste ano, atingindo recordes nominais – em termos reais, a média neste final de ano é a maior desde janeiro/12.

Já os valores do arábica, apesar de fortes oscilações ao longo de 2015, estão praticamente nos mesmos níveis nominais da safra passada. Na parcial deste ano (até o dia 21 de dezembro), o Indicador CEPEA/ESALQ do robusta tipo 6 peneira 13 acima acumula alta de 17%, enquanto o do arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto em São Paulo, sobe apenas 2,9%.

Nesse cenário, a diferença entre os preços dos cafés arábica e robusta, ambos tipo 6, foi menor neste ano frente ao observado em 2014. Considerando-se as médias de dezembro, o arábica (Indicador inclui frete) está apenas 110,5 reais/saca acima do robusta (Indicador sem frete). No mesmo período do ano passado, o diferencial era 62% maior, de 179,38 reais/saca.

Fonte: Cepea

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *