Recebimento de café da Cooxupé deve crescer 15% em 2016

Imprimir

A Cooperativa Regional dos Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé) deve receber de seus associados e terceiros em 2016 um total de seis milhões de sacas de 60 quilos de café, contra 5,2 milhões de sacas no ano passado, uma elevação de 15,4%.

O ano é de “carga alta” para a produção de café arábica no Brasil, que alterna um ano de baixa produção com outro de alta. Números mais detalhados sobre a safra 2016 serão conhecidos logo mais, quando a Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) divulgará sua primeira estimativa para a temporada.

Segundo o superintendente comercial da Cooxupé, Lúcio de Araújo Dias, do volume total recebido pela cooperativa em 2015, uma fatia de 78% já foi comercializada. “É o ritmo mais acelerado da história”, revela. “Os preços oscilaram entre R$ 480,00 a R$ 520,00 a saca durante o ano e o produtor aproveitou para negociar. Ele está andando muito na frente. Deu um verdadeiro ‘show de bola’ no ano”, frisou.

Com “demanda firme para os diferenciais oferecidos pelos associados da Cooxupé por parte dos importadores”, a Cooxupé já registra vendas antecipadas de 20% das seis milhões de sacas que estima receber em 2016.

A colheita terá início apenas em maio. Os cafezais passam atualmente pela fase de granação.

A área de atuação da Cooxupé abrange cerca de 200 municípios do sul de Minas Gerais e na Alta Mogiana, em São Paulo.

Fonte: Agência SAFRAS (Fábio Rübenich) via Café da Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *