Projeto Semana do Café é apresentado aos empresários de Varginha e região

Imprimir

Depois de um hiato de 20 anos, Varginha voltará a sediar um evento nacional do agronegócio café. Será de 16 a 24 de maio, com ações envolvendo empresariado, instituições do setor e poder público. É a Semana do Café, encabeçada pelo Centro do Comércio de Café do Estado de Minas Gerais (CCCMG), Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Varginha (Sehav) e Sindvar (Sindicato do Comércio Varejista de Varginha e Região).

O projeto Café Com Tudo, realizado por um consórcio de cinco agências de publicidade (GTA, Realize, Sakey, Tupã e WEspanha) pretende estimular toda a cidade a “respirar” o principal produto da região.

O presidente do CCCMG, Archimedes Coli Neto (foto acima), lamentou a falta de apoio mais efetivo do poder público, justificada pela crise econômico-financeira. “Mas a adesão do empresariado, do comércio, vai envolver a população e as pessoas que serão estimuladas a passar por Varginha durante o evento”.

O presidente do Sehav, André Yuki, disse que citou dois eventos que dão resultado imediato às cidades onde são realizadas. A Expocafé, em Três Pontas e o Festival Gourmet. Ambos atraem turistas e incentivam o consumo. “Em Três Pontas, hotéis e restaurantes ficam lotados durante a Expocafé”, lembrou.

O presidente do Sindvar, Aureliano Zanon disse que até pessoas que não são ligadas ao comércio apoiam a iniciativa.

O publicitário Daniel Janini, da GTA Multimídia apresentou as peças criadas pelas cinco agências de propaganda da cidade. Entre elas, adesivos para carros, minidoors para táxis e uma fanpage no Facebook. Janini contou que presenciou a criação da festa dos “Independentes”, em 1955, que hoje é o Festival do Peão de Boiadeiro de Barretos. “Também nasceu modesta e hoje é a principal festa do segmento”.

Atividades confirmadas – O Município não entrará com patrocínio financeiro, mas com apoio logístico na realização de eventos. Entre eles, a Quinta da Boa Música especial, Trilhão dos Bikessauros por fazendas produtoras de café, passeio de jet ski, encontro de carros antigos, encontro de jipeiros, corrida de motocross e um card de 13 lutas oficiais de MMA (com disputa de dois cinturões, transmitida ao vivo pelo Canal Combate).

Os comerciantes e empresários presentes assinaram um documento, demonstrando a intenção de participar. Eles serão convidados a realizar promoções durante a semana, com descontos e servindo produtos à base de café.

Por que Varginha – A cidade é a maior praça de café do país. Possui um Porto Seco, de onde sai café de qualidade para todos os continentes. Está no centro da maior região produtora de café do planeta. É a cidade com mais armazéns gerais e profissionais ligados ao setor. O Município não é propriamente destaque na produção de café, mas comercializa os melhores grãos do mundo. Todos os concursos de qualidade de café têm grãos da região, comercializados em Varginha.

Intercoffee – Entre 1993 e 1996 (no segundo mandato de Aloysio Ribeiro de Almeida), a Prefeitura de Varginha realizou o Seminário Internacional de Café. Participaram as principais lideranças do agronegócio café do mundo. A cidade sediou uma reunião da OIC (Organização Internacional do Café) e redigiu a Carta de Varginha, com reivindicações para o governo federal auxiliar o setor. Nos dias em que o Intercoffee era realizado, Varginha era notícia em toda a mídia especializada. Recebeu turistas e empresários do setor do Brasil, Estados Unidos, Nicarágua,Vietnã, Colômbia, Holanda, China, Alemanha, Etiópia, Quênia e Uganda (África). Espera-se que a Semana Nacional do Café, desta vez encabeçada pela iniciativa privada, obtenha a mesma repercussão – ou mais. Parabéns a todos os envolvidos. E vamos tomar um cafezinho. Produzido no Sul de Minas.

Fonte: Blog do Madeira (Com texto e fotos de Marcus Madeira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *