Projeto para impulsionar produção de café no Noroeste Fluminense é lançado pela Secretaria de Agricultura do RJ

Imprimir

A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento lançou nesta segunda-feira (9), o Projeto de Fortalecimento da Cadeia Produtiva do Café da Região Noroeste Fluminense, na sede da Cooperativa de Café do Noroeste Fluminense (Coopercanol), em Varre-Sai.

O objetivo é alavancar a cafeicultura nos municípios de Varre-Sai, Porciúncula e Bom Jesus do Itabapoana e ampliar a oferta de produto de melhor qualidade e mais retorno financeiro para os produtores.

O projeto, que prevê ações até 2019, tem seu principal foco na capacitação dos produtores, com a realização de cursos técnicos, além da participação dos cafeicultores em eventos técnicos do segmento e visitas às áreas de produção em outros estados. Assim, segundo a secretaria, haverá ganho de produtividade, sustentabilidade e ampliação do volume de produção de cafés especiais.

O secretário Jair Bittencourt enfatizou a importância do programa Rio Rural para a reestruturação da cafeicultura no Noroeste, com investimentos em equipamentos e capacitação de pequenos produtores de café.

“Ao desenvolvermos esse projeto, estamos aumentando as oportunidades para os produtores, fazendo com que a economia se fortifique cada vez mais”, ressaltou Jair.

O polo cafeeiro do Noroeste responde pela produção anual de 250 mil sacas de café beneficiado, envolvendo mais de dois mil e quinhentos produtores em área superior a 10 mil hectares.

O Projeto de Fortalecimento da Cadeia Produtiva do Café da Região Noroeste Fluminense tem como parceiros Sebrae, Emater-Rio, Programa Rio Rural, Pesagro-Rio, Sindicato Rural de Porciúncula, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Por G1, Norte Fluminense e Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *