Projeto do QICafé vence Maratona de Engenharia de Alimentos

Imprimir
O projeto intitulado “Desenvolvimento do protótipo de um novo método de preparo de café e avaliação da bebida extraída”, do Núcleo de Estudos em Qualidade, Industrialização e Consumo de Café (QICafé), foi o primeiro colocado da IV Maratona de Engenharia de Alimentos, que aconteceu no dia 12/06. O evento foi uma promoção do Programa de Educação Tutorial (PET) – Engenharia de Alimentos e do Centro Acadêmico de Engenharia de Alimentos, com o intuito de promover e divulgar os trabalhos vinculados ao Departamento de Ciência dos Alimentos da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Sob tutoria da professora Rosemary Gualberto, o projeto teve como objetivo desenvolver um protótipo de um novo método de preparo de café, de prática utilização, versátil e de baixo custo, realizado a partir de um estudo prévio. O resultado, segundo a equipe envolvida, foi uma bebida com atributos semelhantes a um método de preparo já existente, com grande aceitação por parte dos consumidores e apreciadores de café. Na análise da bebida extraída pelo protótipo, destacaram-se a presença de óleos e o sabor agradável como os atributos mais relevantes.

A tutora Rosemary Gualberto fez uma fala emocionada, destacando o espírito de equipe como fator preponderante para a obtenção do resultado. “O prêmio conquistado não é resultado de um esforço específico para a maratona, mas fruto de um incansável trabalho ao longo do tempo, cujas marcas são a paixão pela atividade, a sede de conhecimento e a vontade de conquistar novas fronteiras”, disse.

A presidente do QICafé, Ariele Laureano, ressaltou a importante atuação da atual gestão do núcleo para a obtenção do resultado. “A classificação na Maratona nos dá a sensação de dever cumprido, gratidão e muita alegria”, destacou. A vice-presidente Mayara Jarochinski, por sua vez, mencionou a possibilidade de troca de experiências com todos os participantes e com a comunidade acadêmica. “Os trabalhos apresentados foram excelentes e o fato de termos conquistado o primeiro lugar nos deixa muito orgulhosos”, completou.

A coordenadora do Projetos do QICafé, Ana Elisa Amaral, informou que a conquista advém de um trabalho realizado durante um ano, quando foram estudados diferentes métodos de preparo. “Procuramos criar um protótipo que atendesse as características relevantes para os apreciadores de café. A vitória na Maratona nos proporcionou uma sensação inexplicável e gratificante. Foi um estímulo para todo o núcleo que se empenhou intensamente e demonstrou muita união e companheirismo ao longo de todo o processo”.

Fonte: Ascom InovaCafé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *