Programa Café+Forte se consolida na gestão da cafeicultura

Imprimir

Dar ao cafeicultor condições de alcançar maior rentabilidade pela gestão do custo da produção e identificação do momento mais vantajoso para negociar seu produto. Esse é objetivo do Programa Café+Forte, do Sistema FAEMG, que em seu 6° ano de existência comemora cada vez mais bons frutos e um número crescente de interessados.

Os resultados alcançados pelos participantes do programa na Safra 2014/15 foram apresentados na tarde dessa quarta (6/4), pelo coordenador técnico, Hélcio Lopes ao grupo gestor do programa na FAEMG. Participaram da reunião o diretor da FAEMG e presidente das Comissões Estadual e Nacional de Cafeicultura, Breno Mesquita, o assessor especial João Roberto Puliti e a coordenadora do programa pela FAEMG, Ana Carolina Gomes.

Segundo Ana Carolina, os dados consolidados são um raio-x da realidade dos produtores participantes no período. Eles revelam não apenas a melhoria de preços (por razões mercadológicas), mas também um controle maior sobre os custos, fator sobre o qual o programa atua: “Mais do que isso, os resultados têm nos mostrado a importância do Café+Forte como ferramenta de discussão e interação entre técnico e produtor, buscando sempre melhorar o planejamento da safra, a aplicação de recursos e as ações que potencializarão os resultados”.

No mesmo dia, foi realizada ainda a reunião da coordenação do programa, para planejamento de visitas técnicas e outras ações para todo o ano. Destaque será a realização, pelo segundo ano consecutivo, do Espaço Café+Forte dentro da Semana Internacional do Café (SIC), em setembro. O objetivo é aproveitar a oportunidade de encontro e divulgação proporcionada pela SIC para desenvolver ações de fortalecimento do programa.

Café + Forte

O programa proporciona ao produtor condições para administrar a propriedade por meio da gestão dos custos, fornecendo instrumentos para que ele saiba a que preço está produzindo e qual o melhor momento para comercializar a colheita com lucro. A marca forte do programa é oferecer um processo bastante simplificado e que possa ser posto em prática facilmente, seja pelo pequeno, médio ou grande produtor.

Fonte: Sistema FAEMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *