Produtores se preparam para usar drones na roça

Imprimir
O drone trouxe muitas facilidades para o homem do campo. O produtor consegue olhar tudo do alto e com mais rapidez.

Para o agrônomo Gustavo Aparecido Carvalho, o drone virou mais uma ferramenta de trabalho. Ele diz que dá para avaliar o plantio com mais precisão e identificar possíveis problemas na lavoura.

Só que não basta comprar o drone e sair pilotando. É preciso preparo. Muitos produtores entenderam isso e estão buscando treinamento.

(Vídeo: veja a reportagem exibida no programa Nosso Campo em 21/10/2018)

O instrutor Roger Mercaldi Rafani explica que a principal procura é na agricultura de precisão, que exige informações detalhadas sobre diferentes aspectos da lavoura.

No município de Oriente (SP), um curso sobre drones está na terceira edição. Mais de 50 pessoas já foram treinadas para pilotar drones em propriedades rurais. Os alunos aprendem a mapear áreas e identificar problemas nas lavouras.

Visitamos uma plantação de café de 100 hectares. Para pulverizar toda a lavoura, o agricultor não levaria menos de cinco horas. Mas, com o drone pulverizador, o serviço pode ser feito em menos de uma hora, com economia.

Em apenas um voo, dependendo da autonomia do equipamento, é possível pulverizar cinco hectares de uma vez. Além disso, a concentração de insumo no drone é maior, reduzindo custos e permitindo uma aplicação mais precisa.

Fonte: G1 Sorocaba e Jundiaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *