Produtores do Vale do Ivaí são premiados no concurso Café Qualidade Paraná

Imprimir
O secretário estadual da Agricultura, Norberto Ortigara, e a Câmara Setorial do Café homenagearam os produtores da região de Apucarana, que foram premiados na última edição do concurso Café Qualidade Paraná, que teve mais de 250 concorrentes.

Os produtores foram premiados com um certificado e um pacote da edição especial dos Melhores Cafés do Paraná, elaborada com os cafés premiados no concurso do ano passado. O próximo concurso vai acontecer em outubro, no município de Jacarezinho.

Ortigara disse que a participação dos produtores do Vale do Ivaí no concurso elevou o padrão de qualidade do café produzido na região. A premiação tem por objetivo valorizar e fortalecer a cafeicultura paranaense, identificando e premiando os melhores cafés como estratégia para garantir ao Paraná uma posição de destaque na produção de cafés especiais.

Isso possibilita aos cafeicultores a conquista de novos mercados, ampliando a oportunidade de negócios e o aumento da rentabilidade no campo.

O concurso além de promover e motivar a integração do agronegócio café, tem sido um forte instrumento de difusão de tecnologias que contribui para garantir a sustentabilidade do produtor e da propriedade.

Cafeicultores da região do Vale do Ivaí sempre têm se destacado ao longo das quatorze edições já realizadas do concurso.


Foram premiados os produtores de Apucarana, Mauro Kiniti Sato (2º lugar categoria Natural); de Cambira, Evilasio Shigueaki Mori (1º lugar categoria Natural), Jaime André (4º lugar categoria Micro Lote Natural), de Grandes Rios, Gilberto Delatorre (5º lugar categoria Natural); de Jandaia do Sul, Patrick Rodrigues de Souza (3º lugar categoria Micro Lote Natural).

O concurso é promovido em quatro categorias, sendo que na Etapa Regional se classificam os melhores cafés de cada região para a disputa na Etapa Estadual. Todo o processo de classificação e prova das amostras é realizado no Centro de Qualidade do Café no Iapar em Londrina, obedecendo normas oficiais utilizando a escala de pontuação da Associação Americana de Cafés Especiais.

Todos os lotes classificados até o 5º lugar de cada categoria tem garantida a compra pelo Governo do Estado com ágio mínimo de 30% do valor da BM&F (Bolsa de Mercadoria e Futuros).

Os vencedores das categorias do Estado participam do Concurso Nacional de Qualidade do Café promovido pela Associação Brasileira da Industria de Café concorrendo com os vencedores dos demais Estados produtores (SP, MG, ES, BA).

Segundo o secretário Norberto Ortigara, o concurso não só comprova oficialmente que o Paraná tem café de qualidade mas também é uma excelente oportunidade de agregação de valor aos cafeicultores. Além disso os produtores são reconhecidos valorizados como produtores de cafés especiais divulgando os municípios e as regiões produtoras.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *