Produtores do Sul de Minas já colheram 30% da safra de café

Imprimir
Trinta porcento da produção de café já foram colhidos neste ano no Sul de Minas, conforme a Cooperativa Regional dos Cafeicultores de Guaxupé (Cooxupé). No entanto, a chuva acima da média que caiu no fim de maio e em todo o mês de junho não veio em bora hora. Ela chegou e atrapalhou a colheita, pois derrubou a safra em 30% e a qualidade, pela metade.

O produtor Guilherme espera colher 10 mil sacas neste ano, quatro mil a mais do que no ano passado. No entanto, a qualidade será menor.

“Você não vai ter um café tão bom porque ele caiu no chão e depois que você conseguir levantar esse café, ele não vai ter uma boa qualidade nos grãos”, disse o produtor rural Guilherme Vilela Miranda.

Segundo o engenheiro agrônimo Rodrigo Naves Paiva, o excesso de chuvas levou mofo para os grãos.

“Esses frutos no chão, caídos, com excesso de umidade, ocorre uma proliferação de fungos maléficos que acabam prejudicando a qualidade dessa bebida. O desafio maior seria o produtor acabar essa colheita o mais rápido possível e que ele consiga levantar esses cafés que estão caídos no chão para evitar essa perda de qualidade”, diz o engenheiro agrônomo Rodrigo Naves Paiva.

Excesso de chuva prejudicou a qualidade do café no Sul de Minas (Foto: Reprodução EPTV)
Excesso de chuva prejudicou a qualidade do café no Sul de Minas (Foto: Reprodução EPTV)

Segundo especialistas, mesmo com o excesso de chuvas e a queda da qualidade, a tendência é que o valor do café tenha um ganho.

“Os preços tendem a se manter ou até subir em função da pouca oferta de café de melhor qualidade”, diz o coordenador de vendas da Minasul, Marco Antônio Bíscaro.

Fonte: G1 Sul de Minas e EPTV Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *