Produtores de Poços recebem certificação de café

Imprimir

 Produtores de Poços de Caldas recebem certificação de café

O prefeito de Poços de Caldasa, Paulo César Silva e o agrônomo Péricles Alexandre Squaris Marques, da EMATER-MG, entregaram, na tarde da terça-feira (18), certificados do programa “Certifica Minas Café” a cafeicultores locais. A solenidade de entrega foi realizada no gabinete.
O programa visa qualificar e certificar os sistemas de produção da cafeicultura mineira para garantir que os agricultores, especialmente os familiares, sejam mais competitivos no mercado, com a melhoria da qualidade do seu produto. Todo o trabalho é feito para que esses agricultores se mantenham de forma sustentável na atividade, além de melhorar a qualidade de vida de suas famílias.

Receberam os certificados os cafeicultores Carlos Benelli, Diego César Barzagli, Osmar de Jesus Barzagli e João Batista Piva. Participaram do evento, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Marcos Tadeu Sala Sansão, o diretor de Departamento de Fomento Agropecuário, João Batista Nogueira, o diretor do Departamento de Fomento à Indústria e Comércio, Sérgius Bertozzi e o cineasta Maurício Oliveira, que desenvolve um documentário sobre os benefícios do café, que será apresentado na Noruega.

Dentro do “Certifica Minas Café”, a EMATER-MG criou seu próprio programa estruturador, chamado Certificação do Café, cuja prioridade é promover o aprimoramento técnico e gerencial dos agricultores mineiros, que já vem dando resultados.

Entre eles estão a melhor organização da base produtiva do café com um controle mais eficiente dos custos de produção, a sustentabilidade dos processos de produção e de pós-colheira, além de acompanhamento técnico e rastreamento do produto efetivos.

O prefeito Paulo César Silva destacou que a certificação, além de propiciar um enorme ganho social, já que os produtores precisam cumprir os rígidos requisitos ambientais, também garante melhores condições de comercialização do produto, com maior rendimento, em troca da série de investimentos custeados pelos produtores. “Esses produtores são exemplos para todos os outros”, sintetizou.

Com produtos de qualidade, os cafeicultores se tornam mais competitivos e conquistam mais espaço no mercado e, consequentemente, aumentam a renda e melhoram a qualidade de vida de suas das famílias. O resultado também chega à mesa dos consumidores, já que a certificação garante alimentos mais seguros, com alta qualidade e, acima de tudo, saudáveis.
Fonte: Prefeitura de Poços de Caldas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *