Produtores de conilon apostam em safra alta

Imprimir
A colheita do café para a safra 2019/2020 está a todo vapor em diversas regiões. O café conilon ganha destaque com uma perspectiva da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) de alta, consolidando a recuperação no ano passado, após as perdas de 2015/2016 e 2016/2017.

Para a Conab, a produção será de 13,9 milhões de sacas de 60 quilos, 1,7% menor que a safra passada. O Espírito Santo já conta com 5% de área colhida e a expectativa é de 9 a 9,5 milhões de sacas. Segundo o pesquisador do Incaper, Abraão Carlos Verdin, para o jornal Valor Econômico, a produção do estado não será recorde, mas levemente maior que a de 2018/2019.

A Cooperativa Agrária de Cafeicultores de São Gabriel (Cooabriel), de São Gabriel da Palha (ES), acredita que receberá 1,4 milhão de sacas de conilon neste ano, número acima do recorde do ano passado, que foi de 1,2 milhão. Segundo a cooperativa, seus cooperados já colheram 15% da área total.

Em Rondônia a perspectiva também é de uma safra farta, entre 2,2 milhões e 2,3 milhões de sacas, contra 1,9 milhão no ano passado. O engenheiro agrônomo da Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (Emater – RO) afirma que a região contou com boas chuvas, o que favoreceu a produção. A área colhida já representa 60%.

Em relação ao café arábica, a Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé), até o dia 31 de maio, registrou 18,42% de área colhida. A Cooxupé estima produção de 7,6 milhões de sacas neste ano de seus associados.  Por região, São Paulo colheu 19,68%, Sul de Minas Gerais 21,90% e Cerrado Mineiro 10,12%. A estimativa da Conab para o grão arábica é de 36,98 milhões de sacas.

As informações são do Jornal Valor Econômico.

Extraído do site CaféPoint

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *