Produtor de Cacoal ganha concurso que avalia qualidade do café em RO

Imprimir
Os três produtores que ganharam do 1° Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café Canéfora foram anunciados na manhã desta quarta-feira (14), no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho. As inscrições do concurso tiveram início em junho e os finalistas foram escolhidos em agosto na cidade de Cacoal. Os primeiros colocados receberam prêmios em dinheiro e uma viagem para participar do Semana Internacional do Café em Belo Horizonte (MG), entre os dias 21 e 24 de setembro.

Em primeiro lugar ficou o senhor Arnelei Sérgio Kalk de Cacoal, em 2° lugar Jordy de Souza de Alvorada do Oeste e em 3° Marcelo Marcelo Braum de Alto Alegre dos Parecis. Ao todo 184 produtores da agricultura familiar se inscreveram no concurso.

Para Kalk, ganhar o concurso demonstra o quanto o trabalho vale a pena. “Há dez anos eu produzo café e com a iniciativa do concurso eu resolvi participar e o que eu produzi ficou em primeiro lugar. Me sinto orgulhoso de todo o trabalho que fiz, agora é investir mais na produção. Meu diferencial de café é que ele tem um toque leve de cana-de-açúcar e melado, mas só foi possível ganhar o concurso após receber apoio das instituições”, disse Kalk.

Para o produtor Jordy , que foi o segundo colocado, é importante que o estado olhe para o café produzido em Rondônia. “Achei interessante esse concurso, pois agora o governo começa a olhar diferente para a cafeicultura. Com o prêmio quero investir e melhorar a qualidade, ano que vem quero ser campeão. Meu café em especial possui um toque leve de chocolate”, contou Jordy.

O produtor Nilton de Marques, de Alto Alegre dos Parecis, ganhou o título de ‘Campeão em Sustentabilidade’. “Embora eu não tenha ficado entre os primeiros já estou contente de saber que meu café foi um dos escolhidos. Agora estou reduzindo a zero os agrotóxicos e utilizo a agroecologia. Tenho estudado e quem sabe daqui três anos meu café não comece a ser exportado para vários países, essa é a minha meta”, explicou.

Para o pesquisador de colheita e pós-colheita de café da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) de Rondônia, Enrique Alves, os ganhadores representam o café de boa qualidade produzido no estado.

“De forma geral são cafés que possuem características grandes de Robusta. As diferenças desses cafés é o cuidado da lavoura, a pós-colheita bem feita e modo, o modo como é secado o café sem exceder a temperatura. São cafés que tem acidez neutra e aromas e sabores que lembram chocolate e fruta. Já para a os produtores a diferença é a boa vontade de aprender e executar as instruções dos técnicos rurais”, explicou Alves.

Anerlei (à direita) ficou em primeiro lugar no Concurso de Qualidade de Café (Foto: Hosana Morais/G1)
Anerlei (à direita) ficou em primeiro lugar no Concurso de Qualidade de Café (Foto: Hosana Morais/G1)

Concurso
O 1º Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café Canéfora foi realizado em todo o estado. Ao todo, 184 produtores se inscreveram na iniciativa até o mês de junho. Os municípios foram divididos em duas regionais.

Cacoal e a região da Zona da Mata disputaram a vaga na final do concurso com agricultores do Território Rio Machado, Cone Sul e Vale do Guaporé. Nesta etapa, três provadores oficiais de café do estado do Espírito Santo estiveram na cidade para fazer a degustação das bebidas feitas com os grãos produzidos pelos agricultores participantes da atividade.

Os prêmios dos ganhadores serão revestidos em insumos e máquinas que possam melhorar a tecnologia implantada pelo agricultor.

Fonte: G1 RO (Por Hosana Morais) e Rede Amazônica

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *