Produção dos Cafés do Brasil ocupa apenas 0,73% da área explorada com atividades agrícolas no território nacional

Imprimir

sumario_executivo_dezembro_2018Pastagens, cultivo de lavouras e florestas plantadas ocupam 256,8 milhões de hectares e o café 1,86 milhão de hectares em 2018

O território brasileiro, com a sua extensão territorial de 8.514.876 Km², é o quinto maior país do planeta, cuja área equivale a 850,3 milhões de hectares. Essa dimensão territorial tem permitido que o País explore com alto índice de preservação ambiental a sua área com pastagens, cultivo de lavouras e florestas plantadas, numa área de 256,8 milhões de hectares, o que equivale a 30,2% do território nacional. No caso da cafeicultura, a área em produção corresponde a 1,86 milhão de hectares em 2018, número que representa apenas 0,73% da citada área explorada.

Com relação especificamente à cafeicultura, destaca-se que o Brasil é o maior produtor mundial, com 61,66 milhões de sacas em 2018, maior exportador – 35 milhões de sacas – e, segundo maior consumidor – com 22,9 milhões de sacas de 60kg. A propósito desses números, a produção de café no Brasil utiliza apenas 0,73% da área explorada com atividade agrícola, que é de 256,8 milhões de hectares, pois a produção de café está presente em apenas 1,86 milhão de hectares em 2018.

Esses dados e análises da produção dos Cafés do Brasil, entre vários outros, constam do SUMÁRIO EXECUTIVO DO CAFÉ – DEZEMBRO 2018 publicado e divulgado pela Secretaria de Política Agrícola – SPA, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa. Mencionado Sumário anteriormente era intitulado Informe Estatístico do Café e está disponível na íntegra desde abril de 2013 no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

Sumário Executivo traz ainda como destaque nesta edição de dezembro de 2018 a área em produção e o volume produzido por Unidade da Federação: Minas Gerais deverá produzir 33,36 milhões de sacas em uma área de 1,01 milhão de hectares; Espírito Santo será responsável por produzir 13,74 milhões de sacas em 387,93 mil hectares; São Paulo, 6,30 milhões de sacas em 202,58 mil hectares; Bahia, 4,55 milhões de sacas em 130 mil hectares; Rondônia, 1,98 milhão de sacas em 63,89 mil hectares; Paraná, 1 milhão de sacas em 37,50 mil hectares; Rio de Janeiro, 346 mil sacas em 12,03 mil hectares. E os demais estados 384 mil sacas em uma área em torno de 16 mil hectares, totalizando 61,66 milhões de sacas numa área de 1,86 milhão de hectares, conforme citado anteriormente.

O País, com extensão territorial que possui e as tecnologias agrícolas disponíveis, nas últimas décadas se tornou um dos maiores produtores e exportadores de alimento do mundo, além de ser uma Nação bastante expressiva no cenário da preservação ambiental, pois conserva em torno de 66,3% da vegetação nativa do seu território. Nesse sentido, a Embrapa Gestão Territorial realizou um estudo, publicado em 2017, que destaca os números da ocupação territorial do Brasil intitulado ‘Atribuição’,  ‘Ocupação’ e ‘Uso das Terras no Brasil’, o qual está disponível no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

Conforme o estudo, o Uso Das Terras no Brasil, tendo como referência os 850,3 milhões de hectares, contempla a seguinte distribuição percentual do território nacional: Vegetação Nativa (66,3%), Área Explorada (30,2%) e Cidades, Infraestrutura e Outros (3,5%). A Vegetação Nativa compreende vegetação preservada nos imóveis rurais (20,5%), vegetação nativa em terras devolutas e não cadastradas (18,9%), vegetação nativa em terras indígenas (13,8%) e vegetação nativa em unidades de conservação (13,1%). A Área Explorada contempla pastagens plantadas (13,2%), lavouras e florestas plantadas (9%), além de pastagens nativas (8%). As áreas destinadas à ocupação por Cidades, Infraestruturas e Outros (3,5%), totalizando 100%.

Sumário Executivo do Café é divulgado pela Secretaria de Política Agrícola – SPA, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa, e está disponível na íntegra no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

Acesse todos os números do uso do território nacional calculados pela Embrapa Gestão Territorial no documento (palestra) Atribuição, Ocupação e Uso das Terras do Brasil.

http://consorciopesquisacafe.com.br/arquivos/consorcio/publicacoes_tecnicas/Atribuicao_Ocupacao_e_Uso_das_Terras_no_Brasil_junho_2017.pdf

Acesse todas as edições do Sumário Executivo do Café a partir do mês de abril de 2013 que anteriormente eram publicadas com o título de Informe Estatístico do Café até dezembro de 2016, pelo link:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/2016-07-18-14-42-22#a

Confira as ANÁLISES (Análises e notícias da cafeicultura) divulgadas pelo Observatório do Café no link abaixo:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/imprensa/noticias 

Acesse o Clipping do Observatório do Café – 2018 pelo link:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/imprensa/clipping/853-clipping-2018

Acesse também as publicações sobre café e portfólio de tecnologias do Consórcio Pesquisa Café:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/publicacoes/637

Leia também o texto sobre a Evolução da cafeicultura brasileira nas últimas duas décadas pelo link:

http://www.sapc.embrapa.br/arquivos/consorcio/publicacoes_tecnicas/Consorcio-Embrapa-Cafe-Evolucao-27-12-2018.pdf

Chefia Adjunta de Transferência de Tecnologia da Embrapa Café

Texto: Lucas Tadeu Ferreira – MTb 3032/DF e Jamilsen Santos – MTb 11015/DF

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *