Produção deve atingir até 135 milhões de sacas

Imprimir

A Organização Internacional do Café (OIC) divulgou que a média mensal do preço indicativo composto atingiu US$ 153,41 por libra-peso em julho, ante US$ 142,2 em junho. Entretanto, apesar da safra 2010/11 ser de alta produtividade no ciclo do arábica, os problemas de disponibilidade no curto-prazo continuam contribuindo para uma redução dos estoques mundiais.

Dessa forma, segundo a instituição, a estimativa do total da produção deve ser entre 133 e 135 milhões de sacas. No ano-safra de 2009/10, a produção totalizou 120 milhões de sacas. Em relação à variedade arábica, no Brasil, deve girar em torno de 47 milhões de sacas.

Em 2009, o consumo mundial de café caiu 1,5%, passando de 130,7 milhões de sacas, em 2008, para 128,8 milhões, devido principalmente ao impacto da crise econômica mundial. Em junho, as exportações dos países exportadores somaram 7,8 milhões de sacas. Nos primeiros nove meses do ano cafeeiro de 2009/10 (outubro a junho de 2010), as exportações alcançaram 69,8 milhões de sacas, contra 74,9 milhões no mesmo período do ano-safra 2008/09, representando uma queda de 6,8%. Já as exportações de arábicas e robustas, nesse período, recuaram 5,7% e 8,9%, respectivamente.

Fonte: Revista Cafeicultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *