Produção de café arábica em SP deve atingir 3,3 mi de sacas

Imprimir

A produção paulista de café arábica beneficiado foi estimada em 3,316 milhões de sacas no terceiro levantamento da safra 2011/2012, realizado em agosto pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA) e a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), da Secretaria de Agricultura, em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O volume representa quebra de 4,58% em relação à segunda estimativa, de abril, que foi de 3,475 milhões de sacas, e de 29% ante as 4,67 milhões de sacas de 2010/2011.

Segundo o IEA, a redução na quantidade colhida entre as duas previsões de 2011/2012 ocorreu pelo veranico entre janeiro e fevereiro na Alta Mogiana e na Alta Paulista. "Tal distúrbio climático impediu o pleno enchimento dos grãos e reduziu o tamanho médio da peneira, exigindo mais produto processado para o alcance de uma saca beneficiada", informou o órgão. Já a queda ante 2010/2011 ocorre pela bianualidade da cultura, que alterna anos de alta e de baixa produção.

A área total de lavouras de café no território paulista foi estimada em 177,7 mil hectares, dos quais 164.337 hectares em produção. Considerando apenas a área em produção, a produtividade estimada das lavouras paulistas alcançou a média de 20,18 sacas/ha. Na safra anterior, 2010/11, a estimativa de produtividade média das lavouras foi de 26,51 sacas/ha.

O IEA informou ainda que em agosto de 2011 o estoque de café depositado nas propriedades, cooperativas e armazéns contabilizava 1,46 milhão de sacas. Segundo o órgão da Secretaria de Agricultura de São Paulo, mesmo considerando que restavam nos cafezais 5,7% do total a ser colhido, tal quantidade estocada é "baixíssima". "Portanto, não houve recomposição de estoques e tal fato poderá promover acentuada escassez do produto."

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *