Primeiro curso de Recolhedora de Café é promovido no sul de Minas

Imprimir
O número de máquinas agrícolas utilizadas no campo tem aumentado cada vez mais, tanto nas grandes quanto nas pequenas propriedades. Mas sabe-se também que ainda é alto o índice de acidentes com implementos e equipamentos agrícola. A maioria ocorre por falta de orientação e treinamento adequados, além de prejudicar a lavoura. Com o objetivo de orientar os produtores e trabalhadores rurais, potencializar e diminuir as perdas da produção, o Senar Minas promoveu o curso piloto de Trabalhador na Mecanização Agrícola / Recolhedora de Café Arrasto – Manutenção e Operação, na cidade de Santo Antônio do Amparo, sul de Minas.

O curso ocorreu na Fazenda Campo Alegre. No treinamento, de 24 horas, o instrutor Luiz Carlos Dias Carvalho abordou desde a manutenção, operação até a segurança no trabalho com esse tipo de máquina. “Esse equipamento precisa estar bem regulado para obter bom resultado e diminuir a perda no campo. Apesar de sua eficiência ser baixa, a recolhedora ainda é muito utilizada. Por ter muitas peças móveis e preciso estar atento aos devidos cuidados tanto na operação quanto na manutenção”, explica o instrutor. Luiz Carlos diz ainda que, se o recolhimento do grão for utilizado de forma incorreta, o produtor terá perdas e o aspecto físico do solo é prejudicado, o que não seria viável para o cafeicultor.

O treinamento orienta o trabalhador a forma como deve ser o recolhimento do grão que está no chão, de forma a não perder a qualidade e evitar o aparecimento de pragas e doenças na lavoura. O curso segue os critérios exigidos pelo Ministério do Trabalho. De acordo com o gestor da fazenda parceiro no curso, Fabrício Andrade, mais uma vez o Senar Minas tem superado as expectativas: “Participamos como parceiros e na contratação dos alunos formados. Essa capacitação com qualidade e eficiência contribui para o crescimento do agronegócio brasileiro”, diz.

Fonte: Sistema FAEMG (Por Lisa Fávaro – Regional Lavras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *