Preços subiram em NY e problemas de qualidade sustentam mercado interno

Imprimir

Os preços do café apresentaram valorização na Bolsa de Nova York durante a semana, mesmo com o avanço na colheita brasileira, que acaba aumentando a oferta dos grãos no mercado. Os problemas de qualidade do produto brasileiro , no entanto, vêm ajudando a sustentar o cenário interno.

De acordo com o analista  André Santaella, da Maximus Agentes de Investimentos, o movimento é de correção e deve continuar até o fim do ano. “É muito difícil sabermos quando o mercado vai cumprir um movimento em que ele vai corrigir ouremunerar, mas acredito que para o início do ano que vem, teremos preços melhores”, diz.

A qualidade do café está bastante prejudicada devido às chuvas de junho, que ficaram acima das médias históricas. “Vai ser muito difícil atender a demanda para os cafés mais finos”, revela Santaella. O produtor que possui grãos de qualidade deve conseguir boas remunerações nesse cenário.

No mercado físico brasileiro, a comercialização da safra 12/13 ainda é lenta e os produtores estão segurando as vendas, a espera de preços melhores.  A queda de braço entre compradores e vendedores continua e o produtor está bastante disciplinado, escoando primeiro os grãos de baixa qualidade. Cerca de 75% da colheita está finalizada.

Já no cenário internacional, a instabilidade financeira ainda pode influenciar o mercado a qualquer momento. Os investidores estão atentos a um discurso do presidente do Banco Central dos Estados Unidos, que pode anunciar um pacote deestímulo à economia norte-americana através de um programa de compra de títulos públicos, o que pode reduzir a aversão ao risco , estimulando o mercado do café.

Fonte: Notícias Agrícolas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *