Preços mantém pouco alterados no mercado físico nesta quarta-feira

Imprimir

Expressiva volatilidade no mercado internacional de café nesta quarta-feira. Após variar de 293,50 a 298,75 centavos de dólar, o arábica encerrou praticamente estável, negociado a US$/cents 296,40 por libra-peso, uma leve valorização de 0,03%. Já o robusta mostrou desempenho bastante positivo, com uma elevação de 1,35%, cotado a US$ 2.536 a tonelada.

Mesmo já tendo ultrapassado a marca de 300 centavos de dólar, o arábica segue negociado nos últimos dias abaixo, respeitando a cotação de 296,65 centavos de dólar atingida no dia 09 de março. A ausência de fatores positivos que possam dar sustentação para novas subidas do grão faz com que ele siga respeitando a sua resistência. Por outro lado, o mercado segue firme acima dos 290 centavos de dólar, emuma tendência altista, em virtude da solidez dos seus fundamentos (escassez de grãos de qualidade). Desta forma, o mercado fica no aguardo de novas informações sobre a nova safra para conseguir novos avanços.

Cenário interno apresentou reduzido volume de negócios, principalmente pela influência do mercado internacional que encerrou o dia estável. Isto fez com que os agentes ficassem de fora do mercado mantendo os preços nos mesmos patamares da terça-feira.

No Sul de Minas reportada venda de duro fino da Antonio Franceschini para Terra Forte de lote com 63.800 sacas a R$ 600. Venda também de duro/riado/rio da Minasul para Armajaro de lote com 1.452 sacas a R$ 400 com 20% de catação e também da Cocatrel para Sta. Amália de lote com 1.487 sacas a R$ 443. Venda de bebida dura da Minasul para Veloso de lote com 2.741 sacas a R$ 555 com 20% de catação.

Cerrado Mineiro com mercado travado. Poucos negócios realizados, diante da ausência de agentes no mercado. Refletindo o comportamento de NY, a região encerrou o dia estável. Com isto, os preços seguiram os mesmos níveis praticados na terça-feira. Arábica bebida boa teve cotação de R$ 565,00 a saca.

Na Zona da Mata, apresentou pouca atividade nesta quarta-feira, seguindo o movimento de estabilidade do mercado internacional. Café safra 2011/12 já começa a ser negociado, com 50% de catação a R$ 400 e com 25% de catação a R$ 450. Já na safra atual, bebida dura com 15% de catação, negociado a partir de R$ 510.

Nesta quarta-feira o Espírito Santo fechou o dia com os preços inalterados. Acompanhando o cenário externo, a região apresentou baixa movimentação. Apesar da presença compradora, a ponta vendedora está de fora do mercado. 

Fonte: AgnoCafe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *