Preço do café registra queda 20% nos dois primeiros meses

Imprimir

Após passar 2011 com elevado preço nas sacas de café o setor na região de Marília já sente os reflexos da crise internacional e registra queda de 20% nos dois primeiros meses desse ano. O valor da saca que fechou o ano com média de venda estimada em R$ 510 atualmente está avaliado em R$ 410.

Segundo o classificador e cafeicultor da Coopemar (Cooperativa dos Cafeicultores de Marília), Valter Pereira dos Santos, 42, o preço do produto começou a cair no início de janeiro. Para ele o principal motivo da retração é a crise econômica européia que não consegue manter estável o mercado internacional. “Os exportadores não têm dificuldades para exportar o produto no exterior e precisam comprar mais barato. Esse ano foi atípico, pois no começo o preço costuma ser bom por conta do inverno nos países da Europa”.

O cafeicultor, Ângelo Daun, 59, já sente os prejuízos da queda no preço de venda do café. Daun afirma que a expectativa dos cafeicultores era que o preço se mantivesse estável até o início da próxima safra que inicia em abril. “Não estamos com boas perspectivas de melhora nos valores. Porém a safra desse ano tem tudo para ser muito boa. Isso anima um pouco o setor”.

Por conta da representativa queda no preço da safra, nos mercados o consumidor final sente aumento no valor do produto.

De acordo com Santos a situação ocorre, pois os torradores não estavam conseguindo pagar o alto preço do mercado e precisaram aumentar a margem de lucro.

A dona de casa Romilda da Silva Ventura, 67, afirma que sentiu no bolso o aumento do produto. Por conta da alta ela tem procurado pesquisar melhor os preços. “Aumentou muito. Agora precisamos comprar o mais barato que nem sempre é o de melhor qualidade. Espero que volte a cair novamente, já que isso pesa no orçamento”.

Fonte: Diário de Marília

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *