Preço do café arábica tem boa valorização na Bolsa de Nova York

Imprimir

O café é um produto de exportação, por isso, o preço está muito ligado ao que acontece na Bolsa de Nova York, onde ele é comercializado.

Tudo o que acontece lá fora, mexe com os preços aqui no Brasil e tudo o que acontece aqui no Brasil, mexe com os preços lá fora.

O analista de mercado Eduardo Carvalhaes, que trabalha com café há 30 anos, explica que as chuvas fora de época atrasaram o início da colheita em diversas regiões produtoras brasileiras e derrubaram muito café no chão, fazendo com que o grão perdesse produtividade e qualidade. Isso fez com que alguns compradores se adiantassem e os preços subiram.

Segundo Carvalhaes, daqui pra frente, assim que o clima se estabilizar e a colheita avançar neste ano de safra cheia, a tendência é que os preços sejam estabilizados. A oferta deve crescer e os preços não vão acompanhar até o final do ano.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *