Preço baixo do café obriga agricultores de MG a deixarem o campo

Imprimir

Pequenos produtores estão partindo para a cidade em busca de emprego. Renda obtida nesta safra não foi suficiente para pagar as contas.

Em uma pequena propriedade no sul de Minas Gerais, João Maria Costa cultiva café. Nesta safra, ele colheu 80 sacas, que foram vendidas, em média, por R$ 230, valor considerado muito baixo, já que o custo de produção está em R$ 320.

A falta de dinheiro para cuidar dos 5 mil pés e as dívidas fizeram com que ele e a família se mudassem para a cidade. Já são quatro meses trabalhando como pedreiro.

A troca do campo pela cidade chamou a atenção do Sindicato dos Produtores Rurais de Cabo Verde porque nesta época é comum que os trabalhadores contratados para a colheita sejam dispensados e procurem pelo sindicato para conseguirem outro emprego, mas este ano, junto com eles também vieram os pequenos produtores.

Nos últimos dois meses, o sindicato recebeu cerca de 200 currículos, metade deles, de pequenos produtores buscando serviço nas empresas da cidade.

Na tentativa de colocar no mercado quem deseja deixar o café, o sindicato tem buscado parcerias em cidades da região, entre elas, Poços de Caldas, para onde já foi enviada a maioria dos currículos.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *