Porto de Santos bate recorde no primeiro quadrimestre

Imprimir

As importações totalizaram 10,22 milhões de toneladas (uma queda de 0,2%)

O Porto de Santos registrou 13,5% de crescimento na movimentação de cargas durante os primeiros quatro meses do ano, chegando a 34,5 milhões de toneladas. Conforme levantamento da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), divulgado no final da tarde de ontem, é o melhor resultado do primeiro quadrimestre na história do cais santista. Com o acumulado, a previsão da estatal é fechar o ano com mais de 111 milhões de toneladas, um milhão a mais do que o projetado em janeiro. 

A alta nos primeiros quatros meses foi impulsionada pelas cargas de exportação, que fecharam com aumento de 20,5% sobre o mesmo período do ano anterior e somaram 24,35 milhões de toneladas. As importações totalizaram 10,22 milhões de toneladas (uma queda de 0,2%).

Segundo a estatal, somente o mês de abril teve o quarto melhor movimento mensal na história do Porto de Santos. Foram 9,7 milhões de toneladas. O resultado se deve, principalmente, ao "forte" desempenho nos embarques, que registraram 6,9 milhões de toneladas e tiveram um crescimento de 20,8% em relação ao mesmo mês de 2012. As importações, 2,78 milhões de toneladas, apresentaram uma alta de 4,2%.

Considerando as principais cargas na movimentação em tonelagem, a soja e o açúcar se destacaram. Ambas as cargas são responsáveis por 35% do total escoado pelo Porto.

No último abril, o açúcar cresceu 8,6% chegando a mais de 1 milhão no mês. No acumulado, foram quase 5 milhões de toneladas, com uma alta de 96,1% em relação ao total embarcado no mesmo período de 2012. Já a soja registrou queda de 4% no acumulado do ano, mas aumentou sua tonelagem quase 24% durante o mês. Mas são as exportações de milho que lideram o pico. A operação do quadrimestre foi 562,2% maior, atingindo 1,6 milhão de toneladas.

No mês, as exportações de álcool caíram de 103 mil toneladas para 39 mil, fechando em 62% negativos. 

Importações

No quadrimestre, apesar da redução nas importações, algumas cargas apresentaram crescimento. Foi o caso do minério de ferro a granel, que alcançou um incremento de 118,7% na soma dos 120 dias movimentados.

Houve queda de 57% na importação de amônia e 52% na de carvão. Nesta carga, especificamente, houve redução de mais de 100 milhões de toneladas.

No cais santista, os contêineres registraram uma alta de 4,7%, superando os 1,023 milhão de TEU até abril. Segundo a Docas, foram 10,6 milhões de toneladas transportadas, o equivalente a quase 31% do total de cargas no igual momento.

Em cifras, a participação do Porto na balança comercial também cresceu, chegando a 25%. Houve uma alta de 8,47% no valor comercial dos produtos negociados no mercado externo. Mais de US$ 39,9 bilhões passaram pelo complexo. As exportações aumentaram, em valores, 10,67%, batendo a marca de US$ 19,7 milhões.

Fluxo

De janeiro a abril, 1.736 navios atracaram nos terminais do Porto de Santos. O número é 8,4% menor do que o registrado no último ano – mesmo assim houve crescimento de carga em 13,5%. A diferença percentual é justificada pelo aumento da capacidade de transporte dos cargueiros que escalam no cais santista.

Desta forma, a Autoridade Portuária registrou incremento de 24% na consignação média de carga por embarcação na comparação com o primeiro quadrimestre de 2012. A Docas explica, em nota, que o resultado reflete o aumento da profundidade no Canal do Estuário, "o que permitiu otimizar a capacidade de transporte nas embarcações".

Fonte: A Tribuna

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *